Universidade FUMEC lança a Campanha Transporte Solidário

O 'Transporte Solidário' é um projeto incentivado pela Universidade FUMEC que visa promover melhorias em variados aspectos do dia a dia ao propor maior taxa de ocupação dos veículos particulares e consequente redução do tráfego no entorno da instituição. A proposta é simples e você é fundamental para difundir a ideia entre seus colegas.

As consequências desta ação não poderiam ser mais positivas e as melhorias se estendem aos arredores da instituição e à cidade: a vizinhança é beneficiada na medida em que a adoção do sistema promove a redução dos veículos estacionados nas vias próximas à Universidade, facilitando, assim, o trânsito próprio da região. A cidade também só tem a agradecer, já que a quantidade excessiva de veículos que circulam diariamente pelas ruas e avenidas não se restringe ao entorno da Universidade FUMEC e vem sendo pauta para estudos sobre a mobilidade na cidade.

Os benefícios podem ser observados também em relação ao meio ambiente: ao usar menos veículos para o mesmo destino, diminui-se a emissão de gases poluentes promovendo efetiva melhora na qualidade do ar. Além disso, os usuários se beneficiam financeiramente: sabe-se que é possível reduzir em até 75% os custos com combustível e demais despesas que ocorrem em rotas diárias.

Para se ter uma ideia da economia, um cálculo foi feito com uma pessoa que percorre, em média, 18 mil quilômetros por ano em um carro 1.6, consumindo 1 litro de gasolina a cada 10km. Ao final do ano, ele terá gasto aproximadamente 5 mil reais com transporte. Se ele for adepto da carona solidária, pode economizar cerca de R$3,5 mil reais, redução bastante significativa. Assim, todos saem ganhando em qualidade de vida: quem dá ou vai de carona, a Universidade e seu entorno e nossa cidade.

Reflexos em Belo Horizonte

Estudos recentes divulgados na imprensa revelam que a frota na capital mineira saltou de 655 mil automóveis, em 2000, para 1,29 milhão em 2010/2011. De cada 10 carros, quase sete rodam somente com o condutor. A ociosidade de ocupação é grande: além dos 66% que circulam apenas com o motorista, 24% dos carros transportam o condutor e apenas um passageiro. Somente 10% trafegam com três, quatro ou cinco pessoas.

O crescimento da frota de BH pode ser medido com outras estatísticas, como o aumento de 52% do número de áreas do estacionamento rotativo: de 12.072 vagas, em 2005, para 18.337 em 2010. Hoje, 711 quarteirões são dominados pelo Faixa Azul. Há cinco anos, eram 475.

E então, o que você pode fazer? Quer uma carona? Ou hoje é você quem dirige? Transporte Solidário. Adote esta ideia e melhore o seu bairro, a sua cidade, o seu mundo.

 
Site Universidade FUMEC
Transporte Solidário
Desenvolvido pelo núcleo Web da Universidade FUMEC