Comentários do leitor

Colageno Hidrolisado

por viviane santos (04/03/2019)


Colastrina Colágeno Hidrolisado TIPO 1 Em Cápsula Funciona? Botox Em Cápsula

Naära - à base de colágeno hidrolisado, l-cisteína, rico em zinco, vitaminas C, B6, B12, niacina e ácido pantotênico. Assim, embora existam diversos estudos clínicos sobre os potenciais benefícios do uso de colágeno hidrolisado, essas pesquisas ainda não têm uma quantidade significativa de publicações. Portanto, não podemos afirmar que colágeno hidrolisado funciona pois cientificamente isso ainda não há provas concretas de que isso ocorre devido à suplementação. Porém, existem muitos indícios de que a substância funciona e que pode ser usada sem riscos à saúde.

Hoje em dia, é possível aumentar a quantidade de colágeno no organismo através de suplementos. colágeno hidrolisado em cápsulas, por exemplo, pode ser usado para melhorar a saúde colageno hidrolisado emagrece da pele. No entanto, é sempre bom, antes de tomar qualquer tipo de suplemento, conhecer um pouco mais sobre como a substância age no corpo e se ela realmente funciona.

Ana tem 42 anos, é mãe de 2 filhas lindas e, assim como milhares de mulheres, ela estava descontente com sua aparência, pele flácida e vinha sofrendo também com cabelos e unhas quebradiças. Ela já havia testando 3 marcas de colágeno hidrolisado, desses que são vendidos em farmácias e supermercados, mas nunca teve resultados, mesmo comprando colágenos muito caros.

Mas como Colágeno Hidrolisado funciona no organismo? Quando a pessoa ingere esse tipo de colágeno, ele atua na formaçã de novas fibras celulares, renovando cabelos, unhas, cartilagens e também os ossos, trazendo mais resistência, flexibilidade, força e firmeza.

colágeno hidrolisado é composto de pequenos aminoácidos, que ajudam a formar novo colágeno no corpo. Embora não haja atualmente nenhuma evidência apoiando suas muitas alegações, alguns sugerem que colágeno hidrolisado é capaz de aumentar os estoques de massa muscular magra, tratar a artrite e até mesmo reconstruir certos órgãos. Atualmente, não há efeitos colaterais conhecidos, mas encaminhamento médico é recomendado.