VIABILIDADE CONSTRUTIVA DE CASAS POPULARES EM LIGHT STEEL FRAMING EM SABARÁ/MG

Diego B Nogueira, Evandro Jardim, Leandro C Brandão, Samira CS Almeida, Thiago LM Michelstadter, Vinicius O Melo

Resumo


Diante do elevado déficitpopulacional no Brasil e a crescente demanda por sistemas mais eficientes deconstrução, as técnicas de construção industrializadas vêm ganhando espaçoconforme aumenta a aceitação da tecnologia por parte dos setores produtivos epelos consumidores. Nesse contexto, este artigo apresenta uma análisecomparativa entre o sistema construtivo inovador Light Steel Framing (LSF) ealvenaria estrutural. O objetivo é verificar a viabilidade construtiva dehabitações populares para pessoas acima de 60 anos, no município de Sabará /MG, por meio do estudo comparativo. Para realizar o estudo e, consequentemente,analisar a viabilidade construtiva, procurou-se focar nas vantagens edesvantagens dos dois sistemas, no estudo de custo para implantação da edificaçãoem ambos os sistemas e em análises qualitativas baseadas no método do CentroBrasileiro da Construção em Aço (CBCA). Dessa forma, concluiu-seque, em relação ao custo final, o LSF necessita de um investimento maior quandocomparado à alvenaria estrutural, porém alguns fatores como desperdícios demateriais, manutenção preventiva e/ou corretiva e, principalmente, agilidade naconstrução, foram decisivos para a escolha do LSF (Light Steel Framing) comosistema construtivo mais adequado para o projeto adotado.

Palavras-chave


Sistemas construtivos inovadores; Alvenaria estrutural; Light Steel Framing; Habitação popular para idosos

Texto completo:

PDF

Referências


ABCP, Associação Brasileira de Cimento Portland Disponível em: < http://www.abcp.org.br..> Acesso em 23 agosto 2012.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CIMENTO PORTLAND. Curso avançado de alvenaria estrutural, Belo Horizonte/ 2010.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. ABNT NBR14762:2001 dimensionamento de estruturas de aço constituídas por perfis formados a frio. Ed. Rio de Janeiro, 2004

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 15253:2005 - Perfis de aço formados a frio, com revestimento metálico, para painéis reticulados em edificações - Requisitos Ed. Rio de Janeiro, 2004.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 10837/1989: Cálculo de Alvenaria Estrutural de Blocos Vazados de Concreto. 1989. Ed. Rio de Janeiro, 1989.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 15873/2010 – Coordenação Modular para Edificações. Ed. Rio de Janeiro, 2010.

BONACHESKI, V.. Alvenaria Estrutural. Trabalho de Conclusão de Curso, PUC-RS. Porto Alegre: 2006.

CAMACHO, J. S., Projetos de Edifícios de Alvenaria Estrutural, 2001. Disponível em: Acesso em 16 Setembro de 2012.

CBCA – CENTRO BRASILEIRO DA CONSTRUÇÃO EM AÇO. Disponível em: .Acesso em: 23 agosto 2012.

CDHU/SP - COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO HABITACIONAL E URBANO Disponível em: Acesso em 23 agosto 2012.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. BIBLIOTECA IBGE. Índices de Sabará. Disponível em:

Acesso em: 10 set. 2012.

NEPAE Núcleo de Ensino e Pesquisa da Alvenaria Estrutural Disponível em: . Acesso em: 14 de agosto de 2012.

OBSERVATORIO NACIONAL DO IDOSO Disponível em: . Acesso em: 24 de agosto de 2012.

SINAPI SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL acesso em:

< http://www1.caixa.gov.br/gov/gov_social/municipal/programa_des_urbano/SINA

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SALVADOR. Disponível em:

. Acesso em: 20 de agosto de 2012.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários