Uma proposta de Linked Data de acervos em uma rede de museus

ANTONIO AUGUSTO PONTELO COSTA

Resumo


Os museus são instituições que desempenham importante papel para a sociedade, com seus acervos de grande valor cultural e científico. É seu dever promover o acesso aos acervos e realizar ações de comunicação para a divulgação dos bens culturais que compõem suas coleções. Para isso, eles vêm empregando a Tecnologia da Informação e Comunicação para apoiar suas atividades, ampliar o leque de serviços prestados à sociedade, promover a cultura, a ciência e o conhecimento e divulgar e disponibilizar seus acervos por meio da Web. Para tornar a navegação mais intuitiva e natural e possibilitar a troca de informações entre os museus, visando à recuperação da informação e ao reuso e interoperabilidade dos dados, é preciso adaptá-las ao formato da Web Semântica. Este estudo propõe uma solução capaz de integrar os dados de acervos da Rede de Museus e Espaços de Ciências e Cultura da Universidade Federal de Minas Gerais e disponibilizá-los na Web utilizando conceitos de Web Semântica e de Linked Data. Para atingir tal objetivo, utilizou-se a metodologia experimental, com base na qual dados de acervos de museus integrantes dessa rede foram coletados, agrupados e organizados, seguindo um modelo de dados comum, convertendo-os e adaptando-os para os formatos de dados da Web Semântica e do Linked Data. Ao final, foi desenvolvido um protótipo de aplicação para validar o estudo, com base na prova de conceito. Demonstrou-se que, seguindo os passos descritos, é possível integrar dados de acervos de diferentes museus, em diferentes formatos de dados, e disponibilizá-los na Web aplicando conceitos de Web Semântica e Linked Data.

Texto completo:

PDF

Referências


ABARCA, Alonso Cavieres; MENA, Sergio Fredes; NOVOA, Arturo Ramírez. Tesauros y Web Semántica: Diseño metodológico para estructurar contenidos Web mediante SKOS-Core. Serie Bibliotecología y Gestión de Información, n. 57, p. 1-64, maio 2010. Disponível em: . Acesso em: 06 abr. 2016.

ALVES, Rachel Cristina Vesú. Web Semântica: uma análise focada no uso de metadados. 2005. 180 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação da Faculdade de Filosofia e Ciências) – Universidade Estadual Paulista – UNESP, Marília, 2005.

AZEVEDO, Patrícia Carolina Neves. Uma proposta para visualização de linked data sobre enchentes na Bacia do Rio Doce. 2014. 104 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Sistemas de Informação e Gestão do Conhecimento da Faculdade de Ciências Empresariais – FACE) - Universidade FUMEC, Belo Horizonte, 2014.

BAKER, Thomas; NOY, Natasha; SWICK, Ralph. Semantic Web Case Studies and Use Cases, 2012. Disponível em: . Acesso em: 06 abr. 2016.

BECKETT, David et al. Terse RDF Triple Language. W3C Recommendation, 2014. Disponível em: . Acesso em: 01 ago. 2016.

BERMES, Emmanuelle. Convergence and Interoperability: a Linked Data perspective. In: IFLA WORLD LIBRARY AND INFORMATION CONGRESS, 77., 2011, Porto Rico. Anais... Porto Rico, 2011, p. 1-12.

BERNERS-LEE, Tim. Linked Data. Design Issues, 2006. Disponível em: . Acesso em: 09 abr. 2016.

BERNERS-LEE, Tim; HENDLER, James; LASSILA, Ora. The Semantic Web. Scientific American, v. 284, n. 5, maio 2001. Disponível em: . Acesso em: 07 abr. 2016.

BIZER, Chris; CYGANIAK, Richard; HEATH, Tom. How to Publish Linked Data on the Web, 2007. Disponível em . Acesso em: 01 ago. 2016.

BRASIL. Lei nº 11.904, de 14 de janeiro de 2009. Institui o Estatuto de Museus e dá outras providências. Brasília. Disponível em: . Acesso em: 20 mar. 2016.

CARRASCO, Laís Barbudo; THALLER , Manfred; VIDOTTI, Silvana Aparecida Borsetti Gregório. Ontologia Cidoc CRM no contexto dos ambientes digitais de patrimônios culturais. Liinc em Revista, Rio de Janeiro, v. 11, n. 1, p. 208-222, maio 2015. Disponível em: . Acesso em: 01 ago. 2016.

CASARIN, Helen de Castro Silva; CASARIN, Samuel José. Pesquisa científica: da teoria à prática. 1. ed. Curitiba: InterSaberes, 2012. 200 p.

CATARINO, Maria Elisabete. Simple Knowledge Organization System: construindo sistemas de organização do conhecimento no contexto da Web Semântica. Informação & Tecnologia (ITEC), João Pessoa, v. 1, n. 1, p. 17-28, jan./jun. 2014. Disponível em: . Acesso em: 22 jun. 2015.

CERVO, Amado Luiz; BERVIAN, Pedro Alcino; SILVA, Roberto da. Metodologia Científica. 6. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007. 162 p.

CIDOC - ICOM. Declaração de Princípios de Documentação em Museus e Diretrizes Internacionais de Informação sobre Objetos de Museus: Categorias de Informação do Comitê Internacional de Documentação (CIDOC-ICOM). São Paulo: Secretaria de Estado de Cultura de São Paulo; Associação de Amigos do Museu do Café; Pinacoteca do Estado de São Paulo, 2014. 76 p.

CIDOC – ICOM. ICOM International Committee For Documentation. 2010. Disponível em: . Acesso em: 28 jul. 2016.

CYGANIAK, Richard. D2RQ: Accessing Relational Databases as Virtual RDF Graphs, 2012. Disponível em: . Acesso em: 01 ago. 2016.

CYGANIAK, Richard et al. The D2RQ Mapping Language, 2012. Disponível em: . Acesso em: 01 ago. 2016.

DANDAGI, S. Vidya; SIDNAL, Nandini. Semantic Web: creating and querying. International Journal of Web & Semantic Technology (IJWesT), v. 7, n. 1, p. 17-27, jan. 2016. Disponível em: . Acesso em: 01 ago. 2016.

DE BOER, Victor et al. Amsterdam Museum Linked Open Data. Semantic Web, v. 4, n. 3, p. 237-243, 2013. Disponível em: . Acesso em: 06 abr. 2016.

FERNEDA, Edberto. Recuperação de Informação: Análise sobre a contribuição da Ciência da Computação para a Ciência da Informação. 2003. 137 f. Teste (Doutorado em Ciências da Comunicação da Escola de Comunicação e Artes) - Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002. 175 p.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008. 200 p.

HEATH, Tom. Linked Data. Linked Data Community, 2016. Disponível em: . Acesso em: 02 abr. 2016.

HEATH, Tom; BIZER, Christian. Linked data: Evolving the web into a global data space. Synthesis lectures on the semantic web: theory and technology, v. 1, n. 1, p. 1-136, fev. 2011. Disponível em:. Acesso em: 07 abr. 2016.

HERNÁNDEZ, Francisca. An Ontology of Cantabria’s Cultural Heritage. Semantic Web Use Cases and Case Studies, 2007. Disponível em: . Acesso em: 06 abr. 2016.

HOLANDA, Cínthia; BRAZ, Márcia Ivo. Indexação automática de conteúdos na web: análise de sites de museus. Biblionline, João Pessoa, v. 8, n. 1, p. 42-59, jan./jun. 2012. Disponível em: . Acesso em: 11 maio 2015.

HYLAND, Bernadette; ATEMEZING, Ghislain; VILLAZÓN-TERRAZAS, Boris. Best Practices for Publishing Linked Data. W3C Working Group Note, 2014. Disponível em: . Acesso em: 01 ago. 2016.

HYVÖNEN, Eero et al. MuseumFinland: Finnish museums on the semantic web. Web Semantics: Science, Services and Agents on the World Wide Web, v. 3, n. 2, maio 2005. Disponível em: . Acesso em: 18 set. 2015.

ICOM. The CIDOC Conceptual Reference Model, 2016. Disponível em: . Acesso em: 01 ago. 2016.

ISAAC, Antoine. Enriching and sharing cultural heritage data in Europeana. Semantic Web Use Cases and Case Studies, 2012. Disponível em: . Acesso em: 04 abr. 2016.

ISAAC, Antoine; SUMMERS, Ed. SKOS Simple Knowledge Organization System Primer. W3C Working Group Note, 2009. Disponível em: . Acesso em: 16 jul. 2015.

MARCHI, Ana Carolina Bertoletti de; COSTA, Antônio Carlos da Rocha. Uma proposta de padrão de metadados para objetos de aprendizagem de museus de ciências e tecnologia. Renote, Porto Alegre, v. 2, n. 1, mar. 2004. Disponível em: . Acesso em: 18 maio 2015.

MARCONDES, Carlos Henrique. “Linked data” – dados interligados - e interoperabilidade entre arquivos, bibliotecas e museus na web. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, Florianópolis, v. 17, n. 34, p. 171-192, maio/ago. 2012. Disponível em: . Acesso em: 16 jun. 2015.

MASCARENHAS, Sidnei Augusto. Metodologia científica. 1. ed. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2012. 125 p.

MCGUINNESS, Deborah L.; HARMELEN, Frank van. OWL Web Ontology Language Overview. W3C Recommendation, 2004. Disponível em: . Acesso em: 01 ago. 2016.

MILLER, Paul. Interoperability: What Is It and Why Should I Want It? Ariadne, n. 24, 2000. Disponível em: . Acesso em: 07 abr. 2016.

MORI, Alexandre; CARVALHO, Cedric Luiz de. Metadados no Contexto da Web Semântica. Goiânia: Universidade Federal de Goiás, 2004. 18 p. Relatório Técnico RT-INF_002-04. Disponível em: . Acesso em: 13 jul. 2015.

OLIVEIRA, Alysson Vicuña de. Introdução a Web Semântica, Ontologia e Máquinas de Busca. Revista Tecnologias em Projeção, v. 2, n.1, p. 7-10, jun. 2011. Disponível em: . Acesso em: 01 ago. 2016.

PASTOR-SANCHEZ, Juan-Antonio; MENDEZ, Francisco Javier Martínez; RODRÍGUEZ-MUÑOZ, José Vicente. Advantages of thesaurus representation using the Simple Knowledge Organization System (SKOS) compared with proposed alternatives. Information Research, Lund, v. 14, n. 4, dez. 2009. Disponível em: . Acesso em: 04 maio 2015.

PAYETTE, Sandra et al. Interoperability for Digital Objects and Repositories. D-Lib Magazine, v. 5, n. 5, maio 1999. Disponível em: . Acesso em: 06 abr. 2016.

PINTO, Vitor Afonso. Supporting Competitive Intelligence With Linked Enterprise Data. 2014. 102 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Sistemas de Informação e Gestão do Conhecimento da Faculdade de Ciências Empresariais – FACE) - Universidade FUMEC, Belo Horizonte, 2014.

POLLOCK, Jeffrey T. Semantic Web for Dummies. 1. ed. Hoboken: John Wiley & Sons, 2009. 384 p.

PRUD'HOMMEAUX, Eric; SEABORNE, Andy. SPARQL Query Language for RDF. W3C Recommendation, 2008. Disponível em: . Acesso em: 06 abr. 2016.

RODRÍGUEZ, Marta González. Online Resource for Information on Aquatic Sciences. Semantic Web Use Cases and Case Studies, 2009. Disponível em: . Acesso em: 06 abr. 2016.

SANTOS NETO, Antonio Laurindo dos et al. Tecnologias de dados abertos para interligar bibliotecas, arquivos e museus: um caso machadiano. TransInformação, Campinas, v. 25, n. 1, p. 81-87, jan./abr. 2013. Disponível em: . Acesso em: 02 abr. 2016.

SAYÃO, Luís Fernando; MARCONDES, Carlos Henrique. O desafio da interoperabilidade e as novas perspectivas para as bibliotecas digitais. TransInformação, Campinas, v. 20, n. 2, p. 133-148, maio/ago. 2008. Disponível em: . Acesso em: 02 abr. 2016.

SCHMACHTENBERG, Max et al. The Linking Open Data cloud diagram. 2014. Disponível em: . Acesso em: 06 abr. 2016.

SCHREIBER, Guus; RAIMOND, Yves. RDF 1.1 Primer.W3C Working Group Note, 2014. Disponível em: . Acesso em: 16 jul. 2015.

SILVA, Márcio Martins da. Desenvolvimento de um observatório de empresas de software no Brasil com recursos da Web Semântica. 2014. 188 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Sistemas de Informação e Gestão do Conhecimento da Faculdade de Ciências Empresariais – FACE) - Universidade FUMEC, Belo Horizonte, 2014.

SKEVAKIS, Giannis et al. Elevating Natural History Museums' Cultural Collections to the Linked Data Cloud. SDA, v. 13, p. 40-51, 2013. Disponível em: . Acesso em: 10 abr. 2016.

SOUZA, Renato Rocha; ALVARENGA, Lídia. A Web Semântica e suas contribuições para a ciência da informação. Ciência da Informação, Brasília, v. 33, n. 1, p. 132-141, jan./abr. 2004. Disponível em: . Acesso em: 06 abr. 2016.

SPIVACK, Nova. How the WebOS Evolves?. 2007. Disponível em: . Acesso em: 12 abr. 2016.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS. Câmara de Extensão. Resolução nº 02/2010, de 09 de julho de 2010. Institui a Rede de Museus e Espaços de Ciência e Cultura da UFMG, e aprova seu regimento interno. Disponível em: . Acesso em: 06 abr. 2016.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS. Rede de Museus e Espaços de Ciências e Cultura da UFMG. 2015. Disponível em: . Acesso em: 06 abr. 2016

W3C. Linked Data, 2015a. Disponível em: . Acesso em: 13 jul. 2015.

W3C. Vocabularies, 2015b. Disponível em: . Acesso em: 01 ago. 2016.

W3C. W3C Semantic Web Activity, 2013. Disponível em: . Acesso em: 13 jul. 2015.

W3C Brasil. Web Semântica, 2011. Disponível em: . Acesso em: 13 jul. 2015.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Projetos, Dissertações e Teses em Sistemas de Informação e Gestão do Conhecimento
ISSN 2358-5501 (Online)