TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA: UM ESTUDO COM PEQUENOS PRODUTORES RURAIS NO MÉDIO NORTE MATO-GROSSENSE

Débora Mack Moro

Resumo


O agronegócio, setor imponente da economia no Brasil, é um dos responsáveis por parte significativa da produção de alimentos. Neste sentido, o setor necessita de um constante aprimoramento e de um vasto investimento em pesquisas e inovações. Para que a tecnologia desenvolvida nos centros de pesquisas chegue até a lavoura, ela precisa passar por muitos estágios. Em alguns destes estágios, os responsáveis pela utilização da tecnologia podem ser pessoas leigas, como pequenos produtores rurais. Assim a transferência de tecnologia e conhecimento são fatores determinantes para disseminação das inovações no agronegócio brasileiro. Portanto, esta dissertação tem o objetivo de identificar as práticas de difusão de tecnologia no agronegócio do médio norte Mato-Grossense. Trata-se de um estudo descritivo com abordagem quantitativa. A pesquisa foi realizada nas cidades de Sorriso e Vera, ambas no médio norte mato-grossense. Os dados foram coletados por meio de questionários estruturados direcionados aos pequenos produtores rurais e profissionais do agronegócio da região. Participaram da pesquisa 109 pequenos produtores rurais e 106 profissionais do agronegócio. Os resultados desta pesquisa demonstram que existe um alinhamento entre os produtos inovadores adquiridos pelos pequenos produtores rurais e os produtos inovadores ofertados pelos profissionais. A pesquisa também revelou que os produtores na sua maioria adquirem produtos inovadores com o objetivo de aumentar a produtividade. Observou-se que os profissionais na sua grande maioria trabalham com Commodities, e os últimos produtos inovadores que eles prestaram assistência técnica foram as sementes de soja do tipo intacta. O que demonstrou um alinhamento entre o que é ofertado pelos profissionais e o que é adquirido pelos pequenos produtores rurais. Cabe destacar também as contribuições deste estudo para a região, visto que existe a necessidade de estratégias que promovam um melhor aproveitamento das unidades de terra, assim como uma maior inserção dos pequenos produtores rurais nas unidades de demonstração e uma maior participação destes produtores em experimentos agrícolas.

Texto completo:

PDF

Referências


AGRESTI, A. KATERI, M. Categorical data analysis. Springer Berlin Heidelberg, 2011.

ALBANO, Gleydson Pinheiro; SÁ, Alcindo José de. Globalização da agricultura: multinacionais no campo brasileiro. Revista de Geografia (UFPE), Recife, V. 28, No. 1, 2011.

ALVES, Eliseu; CONTINI, Elisio; HAINZELIN, Étienne. Transformações da agricultura brasileira e pesquisa agropecuária. Cadernos de Ciência & Tecnologia, Brasília, v. 22, n. 1, p. 37-51, jan./abr. 2005

ARAÚJO, Silvia M. P. de. A cooperativa: estudo sobre a ideologia da participação. Curitiba: Projeto, 1982.

BARBIERI, José Carlos. Produção e TT. São Paulo: Ática, 1990.

______; ÁLVARES, Antonio Carlos Teixeira; CAJAZEIRA, Jorge Emanuel Reis. Gestão de Idéias para inovação contínua. Porto Alegre: Bookman, 2009.

BARROSO, Antônio C. O.; GOMES, Elizabeth B. P. Tentando entender a gestão do conhecimento. RAP, v. 32, março/abril, 1999.

BAUTZER, Deize. Inovação: Repensando as organizações. São Paulo: Atlas, 2009.

BRASIL. Lei nº 11.428 de 22 de dezembro de 2006. Dispõe sobre a utilização e proteção da vegetação nativa do bioma Mata Atlântica, e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 22 dez 2006.

______. Lei nº 12.724, de 16 de outubro de 2012. Confere ao município de Sorriso, no estado de Mato Grosso, o título de Capital Nacional do Agronegócio. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 16 out 2012

______. MAPA - Ministério da agricultura, Pecuária e Abastecimento. Projeções do agronegócio: Brasil 2013/14 a 2023/24 - Projeções a longo prazo. 5. ed. Brasilia. MAPA/ACS. 2014.

BRESSANT, John; TIDD, Joe, Inovação e empreendedorismo. Porto Alegre: Artmed, 2007.

BURGELMAN, Robert A.; CHRISTENSEN, Clayton H.; WHEELWRIGHT, Steven C. Gestão estratégica da tecnologia e da inovação: Conceitos e Soluções. 5. ed. Boston: McGraw Hill, 2012.

CASTELLS, Manuel. Sociedade em Rede. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

CASTRO, Sueli Pereira. A colonização oficial em Mato Grosso: a nata e a borra da sociedade. Cuiabá: UFMT, 1994.

CHOI, H.J. Technology transfer issues and a new technology transfer model. The Journal of Technology Studies, Volume 35, Número 1 p. 49-57. Disponível em: < https://scholar.lib.vt.edu/ejournals/JOTS/v35/v35n1/choi.html>. Acesso em: 10 fev. de 2015.

CHOO, Chun Wei. A organização do conhecimento: como as organizações usam a informação para criar significado, construir conhecimento e tomar decisões. São Paulo: SENAC/São Paulo, 2003.

CONAB - COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO, Armazenagem Agrícola no Brasil, Disponível em: < http://www.conab.gov.br/OlalaCMS/uploads/arquivos/7420aabad201bf8d9838f446e17c1ed5..pdf>. Acesso em: 19 Jan. 2015.

CREA - CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E ARQUITETURA, Disponível em: . Acesso em: 22 fev. 2016.

CRIBB, André Yves. Determinantes da TT na agroindústria brasileira de alimentos: Identificação e caracterização. Journal of Technology Management & Innovation, Santiago/ Chile, v. 4, n. 3, p. 89-100, set. 2009.

DALMORO, Marlon; VIEIRA, Kelmara Mendes. Dilemas na construção de escalas tipo likert: o número de itens e a disposição influenciam nos resultados? Revista Gestão Organizacional, Chapecó, vol. 6 edição p.161–174, 2013.

DAVENPORT, T. H.; PRUSAK, L. Conhecimento empresarial: como as organizações gerenciam o seu capital intelectual. Rio de Janeiro: Campus, 1998.

DAVILA, Tony; EPSTEIN, Marc J.; SHELTON, Robert D. As regras da inovação: como gerenciar, como medir e como lucrar. Porto Alegre: Bookman, 2007.

DIAS, Marcelo Fernandes Pacheco. PEDROZO, Eugenio Avila. Desenvolvimento sustentável nas inovações tecnológicas da indústria alimentícia brasileira: em qual estágio estamos? Organizações Rurais & Agroindustriais, Lavras, v. 14, n. 3, p. 297-311, 2012.

DINIZ, Anísio José; PENTEADO, Maria Isabel de O.; SANTOS, Jamilsen de Freitas Qualificação para TTs. In: Simpósio De Pesquisa Dos Cafés Do Brasil, 7., 2011, Araxá. Anais... Brasília, DF: Embrapa Café, 2011.

DOMIT, Lineu Alberto; et. al. Transferência de tecnologia para cultivares de soja desenvolvidas pela Embrapa Soja para o Paraná. Revista Brassileira Sementes [online]. 2007, vol.29, n.2, pp. 1-9. ISSN 0101-3122.

DUARTE, André Luís de C. M. Transferência de tecnologia na indústria de processo contínuo. São Paulo, EAESP/FVG, 2001. 174 p.

DUARTE, Jorge Antonio Menna, Comunicação e tecnologia na cadeia produtiva da soja em MT. Tese de doutorado Universidade Metodista de São Paulo Curso de Pós-Graduação em Comunicação Social São Bernardo do Campo, SP, 2004.

DUCLÓS, Nei. A marcha do grão de ouro: Soja, a cultura que mudou o Brasil. Florianópolis: Expressão, 2014.

EFRON, B. TIBSHIRANI, R. J. An Introduction to the Bootstrap. Chapman & Hall, 1993.

ELPIDA, Samara; et. Al.. The Spin-off Chain. Journal of Technology Management & Innovation [online]. 2010, vol.5, n.3, pp. 51-68. ISSN 0718-2724

EMBRAPA - EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA, Geração e difusão de tecnologia para o pequeno produtor rural, Brasilia, 1989, pp 26

FAO - ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A AGRICULTURA E ALIMENTAÇÃO. Global. Disponível em: . Acesso em: 10 fev. de 2015.

FERNANDES, R. Tecnologia: aquisição, desenvolvimento, proteção, transferência e comercialização. Rio de Janeiro: Quadratim, 1998.

FERNANDÉZ, Antonio João Castrillon. Do cerrado à Amazônia: as estruturas sociais da economia da soja em Mato Grosso. Porto Alegre: editora, 2007.

FIGUEIREDO, Nuno Fidelino. A TT no desenvolvimento industrial do Brasil. Rio de Janeiro: IPEA/INPES: 1971.

FORNELL, C. LARCKER, D. F. Evaluating structural equation models with unobservable variables and measurement error. Journal of Marketing Research, p. 39-50, 1981.

FRAGOSO, Fernando. A tecnologia e seus possíveis: é possível pensa-los? Rio de Janeiro: E-papers, 2004.

GAMA, R. A tecnologia e o trabalho na história. São Paulo: Nobel/Editora da Universidade de São Paulo, 1986.

GAMEIRO, Mariana Bombo Perozzi; GAMEIRO, Augusto Hauber. Globalização da P&D: impactos nos países em desenvolvimento. In: XLIV Congresso da SOBER (Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural) "Questões Agrárias, Educação no Campo e Desenvolvimento". Anais...Fortaleza - Ceará, 23 a 27 de Julho de 2006. Disponível em: . Acesso em: 10 jul. 2015.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

GOTELLI, Nicholas J. ELLISON, Aaron M. Princípios de estatística em ecologia, Porto Alegre, Artmed, 2011.

GRAZIANO DA SILVA, José. O progresso Técnico na Agricultura. Cadernos de Difusão de Tecnologia, Brasília, Embrapa, Vol .7, n.1/3,p.13-46,jan./dez.1990.

______; et. al. Tecnologia e campesinato: o caso brasileiro. Revista de Economia Política, vol. 3, n. 4, out–dez,1983.

HAIR, J. F., BLACK, W. C., Babin, B. J., ANDERSON, R. E. TATHAM, R. L. Análise Multivariada de Dados. Porto Alegre: Bookman. 2009.

HEIFFIG, Lilia Sichmann; CÂMARA, Gil Miguel de Souza. Soja: colheita e perdas. Piracicaba: ESALQ - Divisão de Biblioteca de Documentação, 2006. (Série Produtor Rural, nº especial)

HENSELER, J., RINGLE, C. M. SINKOVICS, R. R. The use of partial least squares path modeling in international marketing. Advances in International Marketing, v. 20, n. 1, p. 277-319, 2009.

HEREDIA, Beatriz; PALMEIRA, Moacir, LEITE, Sérgio Pereira. Sociedade e Economia do "Agronegócio" no Brasil. Revista Brasileira de Ciências Sociais. [online], vol.25, n.74, pp. 159-176. 2010.

HOLLANDER, M., Wolfe, D. A. CHICKEN, E. Nonparametric statistical methods. John Wiley & Sons, 2013.

IBGE - INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Disponível em: . Acesso em: 22 fev. 2015.

IMEA - INSTITUTO MATO-GROSSENSE DE ECONOMIA AGROPECUÁRIA. 2014. Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso. Disponível em: . Acesso em: 12 fev. 2015.

______;2010. Mapa das Macrorregiões Disponível em: . Acesso em: 12 fev. 2015.

IVARSSON, M.; GORSCHEK, T. Technology transfer decision support in requirements engineering research: a systematic review of REj. Requirements Engineering, 2009, vol14, p. 155-175.

JAGODA K.; MAHESHWARI, B.; LONSETH, R.; Key issues in managing technology transfer projects - experiences from a Canadian SME. Management Decision, 2010, vol 48, p. 366-382.

KAISER, H. F. The varimax criterion for analytic rotation in factor analysis. Psychometrika, v. 23, n. 3, p. 187-200, 1958.

KROGH, Von G.; ICHIJO, K.; NONAKA, Ikujiro. Facilitando a criação de conhecimento. Rio de Janeiro: Campus, 2001.

LARA, Consuelo Rocha Dutra de. A Atual Gestão do Conhecimento: a importância de avaliar e identificar o capital humano nas organizações. São Paulo: Nobel, 2004.

LEITÃO, Fabricio Oliveira; DEL VILLAR, Patricio Mendez; FERREIRA, Carlos Magri; MEDEIROS, Josemar Xavier de; CARVALHO, José Márcio. Transgênico Ou Convencional: O Dilema Da Soja No Mato Grosso In: XLVI Congresso da SOBER (Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural) Rio Branco - Acre, 20 a 23 de julho de 2008, Disponível em: Acesso em: 13 jul. de 2015

LUDWIG, J. A. REYNOLDS, J. F. Statistical Ecology: A Primer in Methods and Computing. John Wiley & Sons, 1988., 337 pp. 1988.

MARTÍN-BARBERO, Jesús. Dos meios às mediações: comunicação, cultura e hegemonia. 4. ed. Rio de Janeiro: UFRJ, 2006.

MAZZALI, Leonel. O processo recente de reorganização agroindustrial: do complexo à organização “em rede”. São Paulo: UNESP, 2000.

MCGEE, James; PRUSAK, Laurence. Gerenciamento estratégico da informação. Rio de Janeiro: Campus, 1994.

MINGOTI, S. A. Análise de Dados Através de Métodos de Estatística Multivariada: Uma Abordagem Aplicada. Belo Horizonte: UFMG. 2007.

MIRANDA, Antonio; SIMEAO, Elmira. Transferência de informação e TT no modelo de comunicação extensiva: a babel.com. Inf. cult. soc. [online]. 2004, n.10, pp. 27-40.

MIYAZAKI, Silvio Yoshiro Mizuguchi. Transferência internacional de tecnologia. Rev. adm. empres. [online]. 1991, vol.31, n.4, pp.97-105. ISSN 0034-7590

NEMENYI, P. Distribution-free multiple comparisons. In: Biometrics. 1441 I ST, NW, SUITE 700, WASHINGTON, DC 20005-2210: INTERNATIONAL BIOMETRIC SOC, 1962. p. 263-&.

NONAKA, Ikujiro. The knowledge-creating company. Havard Business Review, Nov.-Dez 1991.p. 96-104.

______; TAKEUCHI, Hirotaka. Criação do conhecimento na empresa: como as empresas japonesas geram a dinâmica da inovação. São Paulo: Elsevier, 1997.

NUNNALY, J. C. e BERNSTEIN, I. H. Psychometric Theory. McGraw-Hill: New York. 1994.

OCDE; FINEP. Manual de Oslo: diretrizes para coleta e interpretação de dados sobre inovação. Disponível em:< http://download.finep.gov.br/imprensa/manual_de_oslo.pdf>. Acesso em: 11 fev. 2015.

OLIVEIRA, Samir Adamoglu de; SEGATTO, Andréa Paula. TT e conhecimento sob a lente estruturacionista: uma integração temática. RAE electron. [online]. 2009, vol.8, n.2, pp. 1-27.

POLANYI, M. The Tacit Dimension. Londres: Routledge & Kengan Paul. 1966

PRYSTHON, Cecília; SCHMIDT, Susana. Experiência do Leaal/UFPE na produção e TT. Ciência da Informação, v. 31, n. 1, p. 84-90, Jan./abr. 2002.

RICHARDSON, Roberto Jarry. Pesquisa social: métodos e técnicas. São Paulo: Atlas,1989.

ROCHA, Thelma Veleria; BORINI, Felipe Mendes. Mecanismos De Transferência De Conhecimento: uma comparação entre multinacionais tradicionais e emergentes. Revista de Administração e Inovação, São Paulo, v. 8, n. 2, p.240-265, abr./jun. 2011.

ROGERS, Everett M.; TAKEGAMI, Shiro; YIN, Jing. Lessons learned about technology transfer. Technovation, Albuquerque, p. 253-261,2000.

ROSA NETO, Calixto; COLLARES, Daniela Garcia. Aspectos institucionais e do setor de produção no processo de inovação tecnológica de uma instituição de pesquisa agropecuária. In: XLV Congresso da SOBER (Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural) "Conhecimentos para Agricultura do Futuro". Londrina - Paraná, 22 a 25 de julho de 2007, Disponível em:. Acesso em: 20 jun. 2015.

SANTIAGO JR, José Renato Sátiro. Gestão do Conhecimento: a chave para o sucesso empresarial. São Paulo: Novatec, 2004.

SANTOS; Milton. Por uma outra globalização:do pensamento único à consciência universal. 6. ed. Rio de Janeiro: Record, 2001

SARAVIA, Enrique J. Criação e transferência de tecnologia nas empresas industriais do estado. Rev. adm. empres. [online]. 1987, vol.27, n.3, pp. 17-25.

SHIVA, Vandana. Monoculturas da Mente: perspectivas da biodiversidade e da biotecnologia. São Paulo: Gaia, 2003.

SUNG, T. K; GIBSON, D. V. Knowledge and technology transfer: levels and key factors. 2000. Disponível em: . Acesso em: 13 fev. 2015.

SVEIBY, Karl Erik. A nova riqueza das organizações: gerenciando e avaliando patrimônios de conhecimento. 6.ed. Rio de Janeiro: Campus, 1998.

SZULANSKI, G.; “The process of knowledge transfer: A Diachronic Analysis of Stickiness”, 1999, disponivel em: . Acesso em: 24 jan. 2015.

TAKAHASHI, T. (Org.). Sociedade da Informação do Brasil. Livro Verde. Brasília: Ministério da Ciência e Tecnologia, 2000.

TAKAHASHI, Vânia Passarini. Transferência de conhecimento tecnológico: estudo de múltiplos casos na indústria farmacêutica. Gestão & Produção, 12(2), p.255-269, 2005.

______; SACOMANO, José Benedito. Proposta de um modelo conceitual para análise do sucesso de projetos de transferência de tecnologia: estudo em empresas farmacêuticas. Gestão & Produção. v.9, n. 2, p. 181-200, ago. 2002.

TAVARES, Luís César Vieira; BASSOI, Manoel Carlos; MIRANDA, Luiz Carlos, PRETE; Cássio Egidio Cavenaghi. Transferência de tecnologia para cultivares de trigo no estado do Paraná. Rev. bras. sementes [online]. 2011, vol.33, n.1, pp. 21-27.

TENENHAUS, M., VINZI, V., CHATELIN, Y. LAURO, C. PLS path modeling. Computacional Statistics & Data Analysis, 2005.

TERRA, José Cláudio Cyrineu. Gestão do Conhecimento: O grande desafio Empresarial. São Paulo: Negócio Editora, 2005.

______; GORDON, Cindy. Portais corporativos. São Paulo: Editora Negócios, 2002.

THIOLLENT, M. Anotações críticas sobre difusão de tecnologia e ideologia da modernização. Cadernos de Difusão de Tecnologia, Brasília: EMBRAPA, vol. 1, n. 1, p. 43-51, jan./abr. 1984.

TIDD, Joe; BESSANT, Joe. Gestão da inovação. 5. ed. Porto Alegre: Bookman, 2015.

TORRES, Ricardo de G. Serviços de Informação Tecnológica: fatores condicionantes da transferência de tecnologia. São Paulo: EAESP/FGV, 2004.

TROTT, Paul J. Gestão da Inovação e Desenvolvimento de Novos Produtos. 4. ed. Porto Alegre: Bookman, 2012.

VASCONCELOS, Maria Celeste Reis Lobo de; FERREIRA, Marta Araújo Tavares. O processo de aprendizagem e a gestão do conhecimento em Empresas Mineiras de Vanguarda. In: Encontro Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Administração, 26., 2002, Salvador. Anais... Salvador: Anpad, 2002.

VICENTE, José Roberto et al. Eficiência na geração e transferência de tecnologia: uma análise de institutos de pesquisa agropecuária do estado de São Paulo. SIMPÓSIO DE GESTÃO DA INOVAÇÃO TECNOLÓGICA. Anais... Gramado, 2006, v. 24, p. 00-00.

VICINI, Lorena, Análise multivariada da teoria à prática, Santa Maria, UFSM, CCNE, 2005

VILELA, Nirlene J.; MACEDO, Manoel M.C. Fluxo de poder no agronegócio: o caso das hortaliças. Horticultura brasileira, Brasília, v. 18, n. 2, p. 88-94, julho 2000.

VITAL, Tales Wanderley.; SILVA NETO, Mizael Felix da da. Transferência de tecnologias agropecuárias: fator de competitividade na microrregião de Petrolina-PE. In: CONGRESSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ECONOMIA E SOCIOLOGIA RURAL, Fortaleza. 2006

WEISZ, Joel. Projetos de inovação tecnológica: planejamento, formulação avaliação, tomada de decisões. Brasília: IEL/Núcleo Central, 2009

WILSON, E. B. Probable inference, the law of succession, and statistical inference. Journal of the American Statistical Association, v. 22, n. 158, p. 209-212, 1927.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Projetos, Dissertações e Teses em Sistemas de Informação e Gestão do Conhecimento
ISSN 2358-5501 (Online)