A IMPLEMENTAÇÃO DA INCLUSÃO DIGITAL NAS SALAS DE AULA DO ENSINO MÉDIO: Uma análise, Proposição e Avaliação da Tecnologia na Escola Estadual Deputado João Evaristo Curvo da cidade de Jauru – Mato Grosso

NILCEIA SALDANHA CARNEIRO

Resumo


O presente trabalho pretende identificar quais as dificuldades encontradas para a implementação da inclusão digital no Ensino Médio da Escola Estadual Deputado João Evaristo Curvo, na cidade de Jauru, Mato Grosso. Os objetivos da pesquisa serão: Identificar os principais ambientes de aprendizagem digital dos alunos do Ensino Médio; Descrever as formas de apropriação da tecnologia da informação realizadas pelos educadores, educandos e pela instituição e avaliar a eficácia da tecnologia da informação para a implementação da inclusão digital e social dos mesmos. A metodologia utilizada para a realização do trabalho será a pesquisa caracterizada como qualitativa descritiva, e ela se dará através de observações e questionários. Através da análise dos resultados buscar-se-á pensar e repensar a realidade vivenciada enquanto educador em salas no Ensino Médio e na validação de um modo mais viável para a implementação da inclusão digital. Na medida em que a reflexão for realizada esta pesquisa deverá contribuir para facilitar a busca e o interesse dos estudantes pela aprendizagem e pelas inovações tecnológicas, a fim de que os mesmos disponham de um patrimônio intelectual e encontrem condições de autorrealização e crescimento sociocultural, pois a interação escolar exige-se uma postura adequada de todos os envolvidos, e variedades educacionais que devem ser trabalhadas na prática do processo de ensino pedagógico.

 

Palavras-chave: Implementação. Inclusão Digital. Ensino Médio.


Texto completo:

PDF

Referências


REFERÊNCIAS

ALMEIDA, M.; RUBIM, L. O papel do gestor escolar na incorporação das TIC na escola: experiências em construção e redes colaborativas de aprendizagem. São Paulo: PUC-SP, 2004.

ARENDT, Hannah. Entre o passado e o futuro. Tradução de Mauro W. Barbosa de Almeida. São Paulo: Perspectiva, 1972.

BAPTISTA, Sofia Galvão; CUNHA, Murilo Bastos da. Estudos de usuários: visão global dos métodos de coletas de dados. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 12, n. 2, p. 168-184, mal/ago. 2007

BECKER, Maria Lúcia. Inclusão digital e cidadania as possibilidades e as ilusões da solução tecnológica. Ponta Grossa: UEPG, 2009.

BERGMANN, Helenice Maria Barcellos. Escola e Inclusão Digital: desafios na formação de redes de saberes e fazeres. 2006. 392 f. Tese (Doutorado em Educação). Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo 2006. Disponível em: Acesso em: março de 2014.

BONILLA. Maria Helena. Escola Aprendente: para além da sociedade da informação. Rio de Janeiro: Quartet, 2005.

BRASIL. Constituição(1988).São Paulo: Saraiva, 2011.

CAPELATTO, Ivan. Diálogos sobre a afetividade. São Paulo: Papirus, 2007.

DEMO, Pedro. Questões para teleducação. Petrópolis: Vozes, 1998.

DEMO, Pedro. Participação é conquista: noções de política social participativa. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2001.

FONTINATE, Maria C. F. Inclusão Digital. 2011. Disponível em . Acesso em: 02 fevereiro de 2015.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. 25 ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2002.

FREIRE, Paulo. Cartas a Guiné-Bissau: registros de uma experiência em processo. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1977.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 17ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

FREIRE, Paulo. Professora sim, tia não: cartas a quem ousa ensinar. São Paulo: Editora Olho d’Água, 1996.

FREIRE, Paulo. A pedagogia dos sonhos possíveis. São Paulo: editora UNESP, 2001.

HAETINGER, Max. Informática na educação – um olhar criativo. São Paulo: Papirus, 2003.

HOLANDA, Adriano. Questões sobre pesquisa qualitativa e pesquisa fenomenológica. Análise. Psicologia, Lisboa, v. 24, n. 3, p. 363-372,jul. 2006.

Disponivel em< http://www. Scielo. Oces. Mctes.pt/pdf/v24n3/v24n3a10.pdf>. Acesso em: 25 dez. 2014.

LE COADIC, Yves-François. A ciência da informação. Brasília: Briquet de Lemos, 2004.

LEITE, L.et al. Tecnologia educacional: mitos e possibilidades na sociedade tecnológica, Tecnologia Educacional, Rio de Janeiro, v. 29, n. 148, p. 38-43, jan./mar. 2000.

LEITE, Lígia Silva (Coord.). Tecnologia educacional: descubra suas possibilidades na sala de aula. Rio de Janeiro: Vozes, 2003.

MARÇAL FLORES, Angelita: A Informática na Educação: Uma Perspectiva Pedagógica. Universidade do Sul de Santa Catarina. 1996 Disponível em: http://www.hipernet.ufsc.br/foruns/aprender/docs/monogr.htm. Acessado em 09 de mar 2015.

MORAES, Ândrea Carla Machado de; NUNES, Jessica; SOARES, Shara; APARECIDA Shirley; SILVA, Tátila Daniele da. Formação de docentes universitários: adequar a educação a um processo paradigmático holístico. 25 Mai. 2010. Disponível em: http://www.artigonal.com/ensino-superior-artigos/caracteristicas-do-bom-professor-e-sua influencia-na-formacao-do-aluno-3971569. html. Acesso em: 02 set. 2010.

MORAN, J. M.; MASETTO, M.; BEHRENS, M. Novas tecnologias e mediação pedagógica. 7. ed. São Paulo: Papirus, 2003.

MORAN, J. M. A educação que desejamos: novos desafios e como chegar lá. Campinas: Papirus, 2007.

OEIRAS, Janne Y. Y. et al. Desenvolvimento de uma ferramenta debate-papo com mecanismos de coordenação baseados na linguagem em ação. Novas Tecnologias na Educação. Cinted/UFGRS, v. 3, n. 2, nov. 2005.

OLIVEIRA, S. L.Tratado de metodologia científica: projetos de pesquisas, TGI, TCC, monografias, dissertações e teses. 2.ed. São Paulo: Atlas, 1999

SILVEIRA, Sérgio Amadeu da. Exclusão digital. São Paulo: Perseu Abramo, 2001.

SOARES, Ismar de Oliveira.Tecnologias da informação e novos atores sociais. Comunicação e Educação, São Paulo, v. 2, n. 4, p.44, 1995.

TORNAGHI, Alberto. Computadores, Internet e educação à distância. In: MEC. Integração das tecnologias na educação. Secretaria de Educação a Distância. Brasília: Ministério da Educação, Seed, 2005.

VALENTE, José Armando (Org.). O computador na sociedade do conhecimento. Campinas: Unicamp, 1999.

WARSCHAUER, Mark. Tecnologia e Inclusão Social: a exclusão digital em debate. SENAC, São Paulo, 2006.

SILVA, Helena et al. Inclusão digital e educação para a competência informacional: uma questão de ética e cidadania. Ci. Inf., Brasília, v. 34, n. 1, p.28-36, jan./abr. 2005.

TEIXEIRA, Adriano Canabarro. Inclusão digital: novas perspectivas para a informática educativaIjuí: Ed. Unijuí, 2010.

BONETI, Lindomar Wessler. Exclusão e Inclusão Social: teoria e método. Contexto e Educação, [S. l.], Ano 21, n. 75, p. 187-206, jan./jun. 2006.

ROMÃO, José Eustáquio. Dialética da diferença: O projeto da Escola Cidadã frente ao projeto político pedagógico neoliberal. São Paulo: Cortez/IPF, 2000.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Projetos, Dissertações e Teses em Sistemas de Informação e Gestão do Conhecimento
ISSN 2358-5501 (Online)