A GESTÃO DO CONHECIMENTO NA INDISSOCIABILIDADE ENSINO, PESQUISA, EXTENSÃO: ESTUDO EM UNIVERSIDADE BRASILEIRA

SANDRO BIMBATO CESAR

Resumo


As Universidades vêm se destacando no cenário socioeducacional brasileiro como organizações propulsoras de muita competição, inovação e comparação na produção do conhecimento. A sua relação com a sociedade acadêmica é referência como provedora de conhecimentos na educação superior, por meio do princípio da indissociabilidade ensino, pesquisa e extensão. O presente estudo teve o objetivo de identificar as práticas de gestão do conhecimento percebidas pelos agentes de atividades de ensino, pesquisa e extensão de uma Universidade Federal do Estado de Minas Gerais. Para tanto, propôs um modelo conceitual de investigação das práticas de gestão do conhecimento universitário com base no modelo das sete dimensões desenvolvido por Terra (2005) que engloba: (1) Visão e Estratégia – Alta Administração; (2) Cultura Organizacional; (3) Estrutura Organizacional; (4) Políticas de Recursos Humanos; (5) Sistemas de Informação; (6) Mensuração de Resultados; e (7) Aprendizado com o ambiente. A metodologia adotada foi um estudo de caso com técnica de pesquisa descritiva de caráter exploratório, combinando abordagem de análise qualitativa ao fenômeno estudado, com a aplicação do modelo proposto e de questionário estruturado, desenvolvido com base no modelo proposto por Terra (2005). Pôde-se concluir que a Universidade pesquisada está alinhada com as práticas da gestão do conhecimento. Portanto, a contribuição desta pesquisa é servir como uma proposta a ser praticada pelas Universidades brasileiras para comprovar as práticas de gestão do conhecimento em apoio à materialização do princípio da indissociabilidade ensino, pesquisa e extensão, servindo de compartilhamento de conhecimento e base para os desafios educacionais do século XXI.

Texto completo:

PDF

Referências


TERRA, J. C. C. Gestão do Conhecimento: aspectos conceituais e estudo exploratório sobre as práticas de empresas brasileiras. 1999. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção) – Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, São Paulo, 1999. Disponível em: .

TERRA, J. C. C. Gestão do Conhecimento: o grande desafio empresarial; inclui o modelo das sete dimensões da gestão do conhecimento. 5ª. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2005.

TERRA, J. C. C. Gestão do Conhecimento: 7 Dimensões e 100 práticas gerenciais. Biblioteca Terra Fórum Consultores, 2005. Disponível em: .

NONAKA, I; UMEMOTO, K; SENOO, D. From information processing to knowledge creation: a paradigm shift in business management. Technology in Society, v. 18, n. 2, pp. 203-218, 1996.

NONAKA, Ikujiro; TAKEUCHI, Hirotaka. Criação do Conhecimento na Empresa: como as empresas geram a dinâmica da inovação. Rio de Janeiro: Campus, 1997.

NONAKA, I; TOYAMA, H. The Knowledge-creating theory revisited: Knowledge creating as a synthesizing process. Knowledge Management Research & Practice, 2003.

NONAKA, I; TAKEUCHI, H. Gestão do Conhecimento. Porto Alegre: Bookman, 2008.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Projetos, Dissertações e Teses em Sistemas de Informação e Gestão do Conhecimento
ISSN 2358-5501 (Online)