DESEMPENHO ORGANIZACIONAL: RELAÇÃO ENTRE GOVERNANÇA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E GESTÃO DE PROCESSOS EM PROJETOS

SÉRGIO CALDEIRA DO AMARAL

Resumo


A Tecnologia da Informação (TI) é um recurso capaz de melhorar o desempenho organizacional, quando combinado com as melhores práticas de governança e em organizações adeptas a uma gestão eficiente dos processos. Porém, percebe-se uma grande dificuldade das empresas em mensurar os impactos de investimentos em TI, assim como a ausência de instrumentos para esta medição que ajude as organizações a avaliar a relação entre Desempenho Organizacional, a Governança de TI e a Gestão de Processos para atender aos projetos. A partir da teoria de análise de equações estruturais, um novo modelo a ser validado nesta pesquisa, que combina dois instrumentos desenvolvidos pelos pesquisadores Ortiz (2003), Prybutok e Spink (1999) e McCormack e Mcadam (2001) podem auxiliar nessa avaliação. Para o desenvolvimento da pesquisa, a coleta dos dados utilizará como referência o perfil de profissionais de TI de quinze empresas que desenvolvem soluções para o setor bancário nacional. A análise dos dados coletados na pesquisa será feita com a utilização da técnica de modelagem de equações estruturais, Structural Equation Modeling (SEM). A coleta terá como referência o instrumento desenvolvido na tese de doutorado de Ortiz (2003). Nesta pesquisa, os números não apontam evidências de que a influência do indicador de Governança de TI sobre a performance organizacional seja relevante. No entanto, constata-se uma influência significativa (p-valor=0,000) e positiva (β=0,771) do indicador de Governança de TI sobre a Gestão de Processos. Para o grupo dos 150 entrevistados dessas quinzes empresas, apurou-se uma relação diretamente proporcional dos itens relacionados à Governança de TI com os itens de Gestão de Processos. E esta relação foi capaz explicar 68,2% da variabilidade do indicador de performance organizacional.

Palavras-Chave: Desempenho Organizacional. Governança Corporativa. Governança de TI. Gestão de Processos em Projeto. Modelo de Equações Estruturais.


Texto completo:

PDF

Referências


AGOSTINI, Manuela Rosing. Da Administração Legal ao BPM ao Business Process Management: o mapeamento de processos de negócios em escritório de advocacia. 2010. 117 f. Dissertação (Mestrado Acadêmico em Administração). Universidade de Caxias do Sul, Caxias do Sul, 2010.

AMATO S.; VINZI, Esposito V.; TENENHAUS M. A global goodness-of-fit index for PLS structural equation modeling. Oral Communication to PLS Club: HEC School of Management. 2004.

ARCHIBALD, Russell D. Managing high-technology programs and projects, 3ª ed. New Jersey: Hoboken, John Wiley & Sons, Inc., 2003.

ASSIS, Célia Barbosa. Governança e gestão da tecnologia da informação: diferenças na aplicação em empresas brasileiras. 2011. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção). Escola Politécnica, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: . Acesso em: 21 mar. 2013.

BABBIE, E. Métodos de Pesquisa de Survey. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2009.

BARBOSA, Allan Claudius Queiroz; CINTRA, Leandro Pinheiro. Inovação, competências e desempenho organizacional – articulando construtos e sua operacionalidade. Future Studies Research Journal. São Paulo, v. 4, n. 1, pp. 31 – 60, Jan./Jun. 2012.

BARTLETT M. S.The Statistical Significance of Canonical Correlations.Biometrika, 1941. pp. 20-32.

BRITO, Renata Peregrino de. Criação de Valor, Vantagem Competitiva e o seu Efeito no Desempenho Financeiro das Empresas. 2011. 157 f. Tese (Doutorado em Administração de Empresas). Fundação Getúlio Vargas de São Paulo, São Paulo, 2011.

CRONBACH, L. J. Coefficient alpha and the internal structure of tests. Psychometrika, 1951.

DAVENPORT, T. Reengenharia de processos: como inovar na empresa através da tecnologia de informação. Rio de Janeiro, Campus: 1994. Tradução da versão original Process Inovation, Ed. Ernst & Young, 1993.

EFRON, B.; Tibshirani, R. J. An Introduction to the Bootstrap. New Work: Champan & Hall, 1993

ENOKI, Cesar; MUSCAT, Antônio. Proposta de modelo para avaliar soluções de BPM. In: SIMSEP, XII, 2005, Bauru. Anais...Bauru, 2005.

FERNANDES, Aguinaldo Aragon; ABREU, Vladimir Ferraz de. Implantando a Governança de TI: da Estratégia à Gestão dos Processos e Serviços. Rio de Janeiro: Brasport, 2012.

FLICK, U. Uma introdução à pesquisa qualitativa. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2004.

FLÔRES, E. Governança Corporativa no Brasil e o Papel dos Investidores Institucionais. 2004. Tese (Doutorado em Administração). Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2004.

FORNELL C. e LARCKER D. F.Evaluating structural equation models with unobservablevariables and measurement error. Journal of Marketing Research. 1981. pp. 39-50.

GEROLAMO, Mateus Cecílio. Proposta de Sistematização para o processo de gestão de melhorias e mudanças de desempenho. 2003. 165 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

GONÇALVES, J. E. Lima. As empresas são grandes coleções de processos. Revista de Administração de Empresas. São Paulo, v. 40, pp. 6-19, jan./mar. 2000.

HAIR, J. F. et al. Análise multivariada de dados. Porto Alegre: Bookman, 2009.

HAMMER, Michael. A Agenda: o que as empresas devem fazer para dominar esta década. Rio de Janeiro: Campus, 2001.

HENSELER J.; RINGLE C. M.; SINKOVICS R. R.The Use of Partial Least Squares Path Modeling International Marketing. Advances in International Marketing, 2009. pp. 277-319.

HOLLANDER, Myles; WOLFE, Douglas A. Nonparametric Statistical Methods. New York: John Wiley & Sons, 1999.

HORN, J. L. A rationale for the number of factors in factor analysis. Psychometrika: 1965.

INFORMATION SYSTEMS AUDIT AND CONTROL FOUNDATION - ISACA. Disponível em: Acesso em: 22 set. 2013.

IT GOVERNANCE INSTITUTE. Disponível em: . Acesso em: 24 mar. 2013 IT GOVERNANCE NETWORK. Disponível em: Acesso em: 20 set. 2013.

KAPLAN, Robert S.; NORTON, David P. A estratégia em ação: balanced scorecard. Rio de janeiro: Elsevier, 1997.

KAYDOS, W. Measuring, managing and maximizing performance. Portland: OR Productivity, 1991

KERZNER, H. Gestão de Projetos: as melhores práticas. Tradução de Lene Belon Ribeiro. 2. ed. Traduzido da 2ª edição norte-americana (Advanced Project Management: Best Practices on Implementation). Porto Alegre: Bookman, 2006.

LEE, J.; LEE, C. IT Governance-based IT strategy and management: literature review and future research direction. In: Carter-Steel, A. (Ed.). Information technology governance and service management: frameworks and adaptation, Hershey, PA: IGI Global, 2009. pp. 44-62

MAGALHÃES, I. L.; PINHEIRO, W. B. Gerenciamento de serviços de TI na prática: Uma abordagem com base na ITIL. São Paulo: Novatec, 2007.

MALHOTRA, N. K. Pesquisa de Marketing: uma orientação aplicada. 4. ed. Porto Alegre: Bookman, 2006.

MARTINS, G. de A.; THEÓPHILO, C. R. Metodologia da investigação científica para ciências sociais aplicadas. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

McCORMACK, Daniel; MCADAM, Rodney. Integrating business processes for global alignment and supply chain management. Business Process Management Journal, vol. 7, Iss: 2, pp. 113-130, 2001.

MINGOTI S. A.Análise de Dados Através de Métodos de Estatística Multivariada: Uma Abordagem Aplicada. Belo Horizonte: UFMG, 2007.

NEELY, A.; GREGORY, M. PLATTS, K. Performance measurement system design: a literature review and research agenda. International Journal of operations and production management. Bradford, v. 15, n. 4, pp. 80-116, 1995.

NEUFELD, John L. Estatística aplicada à administração usando excel. São Paulo: Prentice Hall, 2003.

NUNNALY J.C.; BERNSTEIN I. H. Psychometric Theory. New York: [s.n.], 1994.

ORTIZ, A. S. Testing a model of the relationships among organizational performance, it-business alignment, and it governance. Texas, Texas: University of North Texas, 2003. 211 f.

PEREIRA, Marcos Nascimento Borges. Tecnologia de informação em alinhamento à estratégia de negócio: na visão de gestores das empresas participantes do IT Service Management Fórum de Minas Gerais. Dissertação. 2008. 119 f. (Mestrado Acadêmico em Administração). Faculdade Novos Horizontes, Belo Horizonte, 2008.

PORTER, M. E.; McGAHAN, A. M. What Do We Know About Variance in Accounting Profitability? Management Science, v. 48, n. 7, 2002. pp. 834-851

Prybutok, V. R., & Spink, A. Transformation of a healthcare Information system:

A self-Assessment Survey. Transactions of Engineering Management, 4, p. 299-310, 1999

PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE - PMI. A guide to the project management body of knowledge (PMBOK® guide). 3ª ed. Newton Square, Pennsylvania: Project Management Institute, 2004

PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE - PMI. Disponível em . Acesso em: 20 jul. 2013.

RICHARD, P. J. et al. Measuring organizational performance: towards methodological best practice. Journal of Management, v. 35, n. 3, pp. 718-804, 2009.

RICHARDSON, R. J. Pesquisa social: métodos e técnicas. 3. ed. São Paulo: Atlas, 1999.

ROSSETI, José Paschoal; ANDRADE, Adriana. Governança Corporativa: Fundamentos, desenvolvimento e tendências. 5ª edição. São Paulo: Atlas, 2011.

ROSSEEL, Yves. Lavaan: An R Package for Structural Equation Modeling. Journal of Statistical Software, 2012.

SANTOS, Rafael Paim Cunha. As Tarefas para Gestão de Processos. 2007. 471 f. Tese (Doutorado em Ciências em Engenharia de Produção). Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2007.

SATORRA A.; BENTLER P. M. Corrections to Test Statistics and Standard Errors in Covariance Structure Analysis - Latent Variables Analysis: Applications for Developmental Research. 1994.pp. 399-419.

SILVA NETO, Arlindino Nogueira. Avaliação de Projetos Estratégicos de Tecnologia da Informação. 2008. 152 f. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção).Universidade Federal de Santa Catarina, Santa Catarina, 2008.

SMART, P. A; MADDERN, H.; MAULL, R. S. Understanding Business Process Management: Implications for Theory and Practice. British Journal of Management. Oxford, vol. 20, pp. 491–507,.2009..

SMITH, H.; FINGAR, P. Business process management: The third wave, Florida: Meghan-Kiffer, 2003.

VASCONCELLOS, Pires Fabricio. Gestão de processos de negócios e governança de TI: um modelo para avaliação do alinhamento. 2013. 92 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Sistemas de Informação e Gestão do Conhecimento). Universidade FUMEC, Belo Horizonte, 2013.

VENKATRAMAN, N.; RAMANUJAM, V. Measurement of business performance in strategy research: a comparison of approaches. Academy of Management Review, v. 11, n. 4, pp. 801-814, 1986.

WEILL, Peter; ROSS, Jeanne W. IT Governance: how top performers manage IR decision rights for superior results. Boston: Harvard Business School Press, 2004

WEILL, Peter; ROSS, Jeanne W. Governança de TI, Tecnologia da Informação. São Paulo: M. Books do Brasil, 2006.

VENKATRAMAN, N.; RAMANUJAM, V. Measurement of business performance in strategy research: a comparison of approaches. Academy of Management Review, v. 11, n. 4, pp. 801-814, 1986.

VENKATRAMAN, N.; RAMANUJAM, V. Measurement of business performance in strategy research: a comparison of approaches. Academy of Management Review, v. 11, n. 4, pp. 801-814, 1986.

WEILL, Peter; ROSS, Jeanne W. Governança de TI, Tecnologia da Informação. São Paulo: M. Books do Brasil, 2006.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Projetos, Dissertações e Teses em Sistemas de Informação e Gestão do Conhecimento
ISSN 2358-5501 (Online)