Avaliaçao da Orientação informacional de uma instituição privada do ensino básico do Estado de Minas Gerais.

ALAN SANTOS

Resumo


Este trabalho descreve as capacidades de gestão informacional de uma instituição privada do ensino básico do Estado de Minas Gerais, a partir da percepção dos gestores das áreas administrativas e pedagógicas da própria instituição, utilizando como referencial teórico o modelo de Orientação informacional proposto por Marchand, Kettinger e Rollins (2001). O modelo utilizado tem por elementos três competências-chaves: valores e comportamentos informacionais, práticas de tecnologia de informação e práticas em gestão da informação. Para coleta de dados, utilizou-se um questionário que foi enviado e respondido pelos 32 gestores da instituição pesquisada. Os dados foram analisados e confrontados com práticas organizacionais vigentes, a missão, visão e valores institucionais da organização pesquisada.
Os resultados apontaram para o balanceamento entre as competências do modelo teórico utilizado no estudo com a  indicação de boa capacidade geral de orientação informacional,
o alinhamento dos gestores com os valores estratégicos da instituição, além da constatação de diferenças de percepção entre as áreas administrativas e pedagógicas.

Texto completo:

PDF

Referências


AMORIM, F. B.; TOMAEL, M. I. Gestão da informação e gestão do conhecimento na

prática organizacional: análise de estudos de casos. RDBCI, p. 1–22, 2011. Disponível em:

.

BARBOSA, R. R. Gestão da informação e do cohecimento: origens, polêmicas e

perspectivas. Informação e Informação, v. 13, n. esp., p. 1–25, 2008. Disponível em:

.

BUCKLAND, M. K. Information as thing. Journal of the American Society

for Information Science, v. 42, n. 5, p. 351–360, 1991. Disponível em:

//people.ischool.berkeley.edu/~buckland/thing.html>.

CAPURRO, R.; HJORLAND, B. O conceito de informação. Perspect. ciênc. inf., Belo

Horizonte, v. 12, n. 1, Jan./Apr. 2007.

CHOO, C. A organização do conhecimento: como as organizações usam a informação para

criar significado, construir conhecimento e tomar decisões. São Paulo: Senac, 2003.

DAVENPORT, T. H. Ecologia da Informação. São Paulo: Futura, 2001.

DAVENPORT, T. H.; MARCHAND, D. A.; DICKINSON, T. Dominando a gestão da

informação. Porto Alegre: Bookman, 2004. 407 p.

DRUCKER, F. P. The coming of the new organization. Harvard Business Review,

Harvard Business School Publishing Corporation, Boston, jan-fev 1998. Disponível em:

.

FERREIRA, G. E. Avaliação de sistemas de apoio à decisão na perspectiva do usuários da

informação: o data warehouse como suporte à estratégia organizacional. 17 p. Dissertação

de Mestrado — Escola de Ciência da Informação, Belo Horizonte, 2010.

FREITAS, A. L. P.; RODRIGUES, S. G. A avaliação da confiabilidade de questionário:

uma análise utilizando o coeficiente alfa de cronbach. In: . Bauru-SP: XII SIMPEP, 2005.

Disponível em:

pdf>.

GóMEZ, M. N. G. de. Metodologia de pesquisa no campo da ciência da informação. v. 1,

n. 6, 2000. Disponível em:

GomesDataGramaZero2000.pdf>.

HAYES, B. E. Medindo a satisfação do cliente. [S.l.: s.n.], 1996.

HWANG, Y. Measuring information behaviour performance inside a company:

a case study. Information Research, v. 16, n. 2, june 2011. Disponível em:

.

INEP, I. N. de Estudos e P. E. A. T. Resumo técnico:Censo escolar da educação

básica 2012. Brasília: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais

Anísio Teixeira - INEP, 2012. ISBN 9788578630232. Disponível em:

Referências 72

//download.inep.gov.br/educacao_basica/censo_escolar/resumos_tecnicos/resumo_

tecnico_censo_educacao_basica_2012.pdf> .

JAMIL, G. L. Gestão de informação e do conhecimento em empresas brasileiras: estudo

de múltiplos casos. Tese (Tese) — UFMG - Universidade Federal de Minas Gerais, Belo

Horizonte, 2006.

KE, Y. Applying Marchand’s Information Orientation Theory to Sigma Kudos—an

Information Product Company. 2011. 79 p.

MACEDO, S. M.; BARBOSA, R. Information management, information technology and

behavior and values relation to information in higher education institutions (hei) of belo

horizonte. Brazilian Journal of Information Science, v. 7, n. 0, 2013. ISSN 1981-1640.

Disponível em:

>.

MAHLER, G. Quantum information. Information: New questions to a multidisciplinary

concept, Berlin, p. 103–118, 1996.

MARCHAND, D. A.; KETTINGER, W.; ROLLINS, J. D. Information orientation: the

link to business performance. Oxford: Oxford University Press, 2001. 314 p.

MORAES, C. Bassan de; FADEL, B. Perspectivas metodologicas para o estudo da gestao

da informacao em ambientes informacionais das organizacoes. IBERSID, p. 33–41, 2008.

ISSN 18880967.

NETO, R. C. D. A. Gestão do conhecimento em organizações: proposta de mapeamento

conceitual integrativo. Tese — Escola de Ciência da Informação, Belo Horizonte, 2005.

NEVES, J. L. Pesquisa qualitativa – características, uso e possibilidades. v. 1, n. 3, 1996.

Disponível em:

qualitativa_caracteristicas_usos_e_possibilidades.pdf>.

PARASURAMAN, A. Marketing Researh. 2. ed. [S.l.]: Addison Wesley Publishing

Company, 1991.

RODRIGUES, L. C.; FERNANDEZ, M. J. Alinhamento estratégico da tecnologia da

informação e inteligência competitiva. São Paulo, v. 1, n. 3, p. 328–344, 2011.

SNOW, C. C.; THOMAS, J. B. Field research methods in strategic management:

contributions to theory building and testing. Journal of Management Studies, v. 4, n. 31,

p. 457 – 480, 1994.

STROMQUIST, N. P. Educação latino-americana em tempos globalizados.

Sociologias, scielo, v. 14, p. 72 – 99, 04 2012. ISSN 1517-4522. Disponível em:

.

TARAPANOFF, K. Informação, conhecimento e inteligência em corporações: relações e

complementaridade. Brasília: IBICT, 2006. 23-24 p.

TERENCE, A. C. F.; FILHO, E. E. Abordagem quantitativa, qualitativa e a utilização

da pesquisa-ação nos estudos organizacionais. In: . ENEGEP, 2006. Disponível em:

.

Referências 73

VALENTIM, M. L. P. O processo de inteligência competitiva em organizações.

DatagramaZero, Rio de Janeiro, v. 4, n. 3, p. 1–23, Agosto 2003.

WAINER, J. Métodos de pesquisa quantitativa e qualitativa para a ciência da computação.

Sociedade Brasileira de Coputação, 2007. Disponível em:

arquivos/19/TDE-2009-06-09T062813Z-2013/Publico/AlziraFS.pdf>.

WILSON, T. D. Information needs and uses: Fifty years of progress? Association of

Information Management, Londres, v. 23, n. 2, p. 32, April 1994.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Projetos, Dissertações e Teses em Sistemas de Informação e Gestão do Conhecimento
ISSN 2358-5501 (Online)