MODELO DE OBJETOS DO OPENEHR: UMA AVALIAÇÃO EM TERMOS DE QUALIDADE DE PROJETO ORIENTADO A OBJETO

REINALDO ARAÚJO ALKIMIM

Resumo


Os sistemas de informação das instituições de saúde devem ser capazes de comunicar entre si para apoiar a atenção ao paciente em diversos níveis. Para viabilizar este objetivo, foi criado o Registro Eletrônico de Saúde (RES), um repositório de dados do histórico integrado de saúde de um paciente processável eletronicamente, transmitido e acessível por múltiplos usuários ou várias instituições de saúde. Dos principais padrões que tratam a interoperabilidade em sistemas RES, destaca-se a abordagem da Fundação openEHR. Entretanto, existem vários desafios na implementação de sistemas de RES por parte das instituições de saúde. Na busca de soluções para os diversos desafios e problemas relacionados ao desenvolvimento de software, métricas têm sido propostas na Engenharia de Software. Especificamente, as métricas de Orientação a Objetos (OO) são as mais direcionadas ao padrão openEHR, visto que ele possui um Modelo de Objetos que utiliza os conceitos de OO. Este trabalho propõe avaliar a qualidade de Projeto Orientado a Objeto (POO) do Modelo de Objetos do openEHR, utilizando métricas de OO. Dessa forma, uma revisão bibliográfica foi feita para identificar o conjunto de métricas de OO e uma estratégia para efetivação da medição. Após isso, um estudo experimental foi planejado e conduzido, utilizando os artefatos da implementação em Java do openEHR e o conjunto de métricas OO escolhido. Duas ferramentas de métricas de OO foram utilizadas no apoio do estudo experimental para coleta das métricas e exportação dos resultados. A análise dos resultados identificou que os atributos de qualidade, Reusabilidade e Funcionalidade, satisfizeram as expectativas do modelo de qualidade. Já os atributos de qualidade, Extensabilidade e Flexibilidade, mostraram-se instáveis, enquanto o atributo de qualidade Facilidade de Compreensão esteve em todas as versões analisadas. Como resultado complementar, foram identificados seis problemas de POO do total de dez previstos em estratégias de detecção de problemas de POO.

Texto completo:

PDF

Referências


AHMED, S. H.; SOLIMAN, T. H. A.; SEWISY, A. A. A Hybrid Metrics Suite for Evaluating

Object-Oriented Design. v. 6, n. 1, 1 jan. 2013. Disponível em:

models_A_case_study_of_Microarray_MIDAS_software/file/d912f51446d42e9c73.pdf>.Ace

sso em: 29 nov. 2013.

AHN, S. et al. Quality metrics for detailed clinical models. International journal of medical

informatics, 2012. Disponível em:

. Acesso em: 4 abr.

ALLONES, J. L. et al. SNOMED CT module-driven clinical archetype management. Journal

of Biomedical Informatics, v. 46, n. 3, p. 388-400, jun. 2013. Disponível em:

. Acesso em: 27 out.

ALSHAMMARI, B.; FIDGE, C.; CORNEY, D. Security metrics for object-oriented class

designs. [S.l: s.n.], 2009. p. 11-20. Disponível em:

. Acesso em: 11 jun. 2013.

ALVERNAZ, C.; COOK, T. W.; CAVALINI, L. T. Migration of a Pre-hospital Cardiology

Emergency System from Data Model to Multilevel Modeling. SIGHIT Rec., v. 2, n. 1, p. 9-9,

mar. 2012. Disponível em:

. Acesso em: 27

set. 2013.

ATALAG, K.; YANG, H. Y.; WARREN, J. Assessment of Software Maintainability of

openEHR Based Health Information Systems–A Case Study In Endoscopy. Electronic

Journal of Health Informatics, v. 7, n. 1, p. 3, 2011. Disponível em:

. Acesso em: 4 mar. 2013.

BANSIYA, J.; DAVIS, C. G. A hierarchical model for object-oriented design quality

assessment. IEEE Transactions on Software Engineering, v. 28, n. 1, p. 4-17, jan. 2002.

BEALE, T. Archetype Object Model. London: The OpenEHR Foundation, 2008. Disponível

em:

.

Acesso em: 22 jul. 2012.

BEALE, T. EHR versus Messages - Resources - openEHR Wiki, 2013. Disponível em:

. Acesso em: 30

jan. 2013.

BEALE, T. The openEHR Modelling Guide. London: The OpenEHR Foundation, 2007.

Disponível em:

pdf>. Acesso em: 17 nov. 2012.

BEALE, T.; HEARD, S. Architecture Overview. London: The OpenEHR Foundation, 2007.

Disponível em:

.

Acesso em: 21 jul. 2012.

BERTRÁN, I. M. Avaliação da qualidade de software com base em modelos UML. 2009. 118

f. Dissertação (Mestrado em Informática) – Pontifícia Universidade Católica do Rio de

Janeiro, Rio de Janeiro, 2009. Disponível em:

. Acesso em: 26 mar. 2013.

BLAHA, M.; RUMBAUGH, J. Modelagem e projetos baseados em objetos com UML 2. 2ª.

ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2006.

BOOCH, G. et al. Object-Oriented Analysis and Design with Applications. 3. ed. Boston:

Pearson, 2007.

BUCK, J. et al. Towards a comprehensive electronic patient record to support an innovative

individual care concept for premature infants using the openEHR approach. International

Journal of Medical Informatics, v. 78, n. 8, p. 521-531, ago. 2009. Disponível em:

http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S1386505609000380 >. Acesso em: 17 out.

CAVALINI, L. T.; COOK, T. W. Sistemas de informacão em saúde: a importância do

software livre e da modelagem multinível. J Bras TelesSaúde, v. 1, p. 16-23, 2012.

Disponível em: . Acesso em: 30

mar. 2013.

CHEN, R. et al. An archetype-based testing framework. Studies in Health Technology and

Informatics, v. 136, p. 401, 2008. Disponível em:

>. Acesso em: 20 mar. 2013.

CHEN, R. et al. Archetype-based conversion of EHR content models: pilot experience with a

regional EHR system. BMC Medical Informatics and Decision Making, PMID: 19570196, v.

, n. 1, p. 33, 1 jul. 2009. Disponível em: < http://www.biomedcentral.com/1472-6947/9/33/abstract>. Acesso em: 28 abr. 2014.

CHEN, R. OpenEHR Reference Model Java ITS. [S.l: s.n.], 2006. Disponível em:

. Acesso em: 20

mar. 2013.

CHEN, R.; KLEIN, G. The openEHR Java reference implementation project. Studies in

health technology and informatics, v. 129, n. 1, p. 58, 2007. Disponível em:

DEL%22&ots=AwzHqgKCGn&sig=P-iVgl8vF6zX8D3-rY2YJr-i5GI>. Acesso em: 20 mar.

CHIDAMBER, S. R.; DARCY, D. P.; KEMERER, C. F. Managerial use of metrics for

object-oriented software: An exploratory analysis. Software Engineering, IEEE Transactions

on, v. 24, n. 8, p. 629-639, 1998. Disponível em:

. Acesso em: 27 mar. 2013.

CHIDAMBER, S. R.; KEMERER, C. F. A metrics suite for object oriented design. Software

Engineering, IEEE Transactions on, v. 20, n. 6, p. 476-493, 1994. Disponível em:

. Acesso em: 27 mar. 2013.

CHOTJARATWANICH, U.; ARPNIKANONDT, C. A Visualization Technique for MetricsBased Hierarchical Quality Models. In: SOFTWARE ENGINEERING CONFERENCE

(APSEC), 2012 19TH ASIA-PACIFIC, dez. 2012, [S.l: s.n.], dez. 2012. p. 733-736.

CKJM extended. [S.l: s.n.], 2011. Disponível em:

. Acesso em: 21 set. 2013.

COSTA, C. M.; TORTOSA, M. M.; MALDONADO, J. T. F. B. Semantic Web technologies

for managing EHR - related clinical knowledge. n. Semantic Web, 2009. Disponível em:

. Acesso

em: 20 mar. 2013.

COSTA, C. M.; TORTOSA, M. M.; FERNÁNDEZ-BREIS, J. T. Clinical data

interoperability based on archetype transformation. Journal of Biomedical Informatics, v. 44,

n. 5, p. 869-880, out. 2011. Disponível em: < http://www.j-biomed-inform.com/article/S1532-0464(11)00097-9/abstract >.Acesso em: 28 nov. 2013.

COSTA, C. M.; TORTOSA, M. M.; FERNÁNDEZ-BREIS, J. T. An approach for the

semantic interoperability of ISO EN 13606 and OpenEHR archetypes. Journal of Biomedical

Informatics, v. 43, n. 5, p. 736-746, out. 2010. Disponível em: < http://www-sciencedirectcom.ez27.periodicos.capes.gov.br/science/article/pii/S1532046410000821 >. Acesso em: 30

nov. 2013.

DIAS, R. D. M. Modelagem do padrão TISS por meio do enfoque dual da Fundação

openEHR. 2011. Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Faculdade de Ciências Médicas,

Disponível em:

tAction=lnk&exprSearch=691823&indexSearch=ID>. Acesso em: 18 out. 2013.

DUFTSCHMID, G. et al. The EHR-ARCHE project: Satisfying clinical information needs in

a Shared Electronic Health Record System based on IHE XDS and Archetypes. International

Journal of Medical Informatics, v. 82, n. 12, p. 1195-1207, dez. 2013. Disponível em:

. Acesso em: 5 nov.

FERREIRA, K. A. M. Um modelo de predição de amplitude da propagação de modificações

contratuais em software orientado por objetos. 2011. Universidade Federal de Minas Gerais,

Belo Horizonte, 2011. Disponível em:

. Acesso em: 25 jul. 2013.

FONTANA, F. A.; BRAIONE, P.; ZANONI, M. Automatic detection of bad smells in code:

An experimental assessment. The Journal of Object Technology, v. 11, n. 2, p. 51, 2012.

Disponível em: . Acesso em: 6

nov. 2013.

FREITAS, T. A. V. Métricas para avaliação de sistemas middleware orientado a aspectos e

aplicação em um sistema de monitoramento de poços de petróleo. 2009. 149 f. Dissertação

(Sistemas e Computação) Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2009.

Disponível em: .

Acesso em: 23 jul. 2013.

GARDE, S. et al. Ubiquitous information for ubiquitous computing: expressing clinical data

sets with openEHR archetypes. Studies in Health Technology And Informatics, v. 124, p. 215-220, 2006. Disponível em:

. Acesso em: 15 nov. 2013.

GARZAS, J.; PIATTINI, M. Object-Oriented Design - knowledge_ principles, heuristics, and

best practices. London: Idea Group Publishing, 2007.

GILL, N. S.; SIKKA, S. Inheritance Hierarchy Based Reuse & Reusability Metrics. In:

OOSD. International Journal on Computer Science & Engineering, v. 3, n. 6, p. 2300-2309,

jun. 2011.

HADERER, N.; KHOMH, F.; ANTONIOL, G. SQUANER: A framework for monitoring the

quality of software systems. , [S.l: s.n.], 2010. p. 1-4. Disponível em:

. Acesso em: 11 jun. 2013.

HEDAYAT, R. Semantic web technologies in the quest for compatible distributed health

records. 2010. 65 f. Dissertação (Degree of Master Mathematics and Computer Science) –

Uppsala University, Uppsala, 2010. Disponível em: . Acesso em: 2 abr. 2013.

HU, W.-C. et al. Vesta: A view-based software quality assessmentmodel for software

evolution management. 2010, [S.l: s.n.], 2010. p. 345-348. Disponível em:

. Acesso em: 11 jun. 2013.

INFUSION. [S.l: s.n.], 2013. Disponível em: .

Acesso em: 14 ago. 2013.

IPLASMA. [S.l: s.n.], 2009. Disponível em:

. Acesso em: 16 mar. 2013.

JHAWK. [S.l: s.n.], 2013. Disponível em:

. Acesso em: 23 nov. 2013.

KALRA, D. Electronic health record standards. Yearb Med Inform, p. 136-144, 2006.

Disponível em: . Acesso em: 2

abr. 2013.

KALRA, D.; BEALE, T.; HEARD, S. The openEHR Foundation. Studies in Health

Technology and Informatics, v. 115, p. 153-173, 2005. Disponível em:

. Acesso em: 28 abr. 2014.

KITCHENHAM, B.; CHARTERS, S. Guidelines for Performing Systematic Literature

Reviews in Software Engineering, Keele University. [S.l.]: UK EBSE-2007-1, 2007.

KOPANITSA, G.; TSVETKOVA, Z.; VESELI, H. Analysis of metrics for the usability

evaluation of electronic health record systems. Studies In Health Technology And Informatics,

v. 174, p. 129–133, 2012. Acesso em: 6 out. 2013.

KOSTINGER, H. et al. Developing a NFC based patient identification and ward round

system for mobile devices using the android platform. In: 2013 IEEE POINT-OF-CARE

HEALTHCARE TECHNOLOGIES (PHT), [S.l: s.n.], jan. 2013. p. 176-179.

LANZA, M.; MARINESCU, R. Object-Oriented Metrics in Practice: Using Software Metrics

to Characterize, Evaluate, and Improve the Design of Object-Oriented Systems. [S.l.]:

Springer, 2006. Disponível em:

OGHo8n1c6uU>. Acesso em: 11 jun. 2013.

LEZCANO, L.; SICILIA, M.-A.; RODRÍGUEZ-SOLANO, C. Integrating reasoning and

clinical archetypes using OWL ontologies and SWRL rules. Journal of Biomedical

Informatics, v. 44, n. 2, p. 343-353, abr. 2011. Disponível em: . Acesso em: 30 nov. 2013.

LOPES, V. P. Repositório de Conhecimento de um Ambiente de Apoio à Experimentação em

Engenharia de Software. 2010. Dissertação (Engenharia de Sistemas e Computação) –

Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2010. Disponível em:

. Acesso em: 12 abr. 2013.

LORENZ, M.; KIDD, J. Object-oriented software metrics. [S.l.]: Prentice-Hall, 1994.

Disponível em: . Acesso em: 16 mar. 2013.

MACDONELL, S. et al. How reliable are systematic reviews in empirical software

engineering? Software Engineering, IEEE Transactions on, v. 36, n. 5, p. 676-687, 2010.

Disponível em: . Acesso em:

nov. 2013.

MALDONADO, J. A. et al. LinkEHR-Ed: A multi-reference model archetype editor based on

formal semantics. International Journal of Medical Informatics, v. 78, n. 8, p. 559-570, 2009.

Disponível em: < http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S1386505609000513>.

Acesso em: 20 mar. 2013.

MALDONADO, J. A. et al. Using the ResearchEHR platform to facilitate the practical

application of the EHR standards. Journal of Biomedical Informatics, v. 45, n. 4, p. 746-762,

ago. 2012. Disponível em: . Acesso em: 30 nov. 2013.

MALVIYA, A. K.; SINGH, V. The Role and Issues of Clustering Technique in Designing

Maintainable Object Oriented System. International Journal on Computer Science &

Engineering, v. 3, n. 2, p. 784-788, fev. 2011.

MEI, H.; XIE, T.; YANG, F. A model-based approach to object-oriented software metrics.

Journal of Computer Science and Technology, v. 17, n. 6, p. 757-769, nov. 2002. Disponível

em: .

Acesso em: 7 set. 2013.

MEIZOSO GARCÍA, M. et al. Semantic similarity-based alignment between clinical

archetypes and SNOMED CT: An application to observations. International Journal of

Medical Informatics, v. 81, n. 8, p. 566-578, ago. 2012. Disponível em:

. Acesso em: 30 out.

MORAES, J. L. C. et al. A novel architecture for message exchange in Pervasive Healthcare

based on the use of Intelligent Agents. In: 2013 ACS INTERNATIONAL CONFERENCE

ON COMPUTER SYSTEMS AND APPLICATIONS (AICCSA), maio 2013, [S.l: s.n.], maio

p. 1-8.

OBJECT MANAGEMENT GROUP (OMG). OMG Unified Modeling Language (OMG

UML) - Infrastructure. Needham: Object Management Group, 2011. Disponível em:

.

OPENEHR. openEHR - Academic Research, 2013a. Disponível em:

. Acesso em: 16 out.

OPENEHR. openEHR - Foundation, 2013b. Disponível em:

. Acesso em: 4 abr. 2013.

OSORIO, E. et al. Interoperability in Ambient Assisted Living using OpenEHR. In: 2013

IEEE 15TH INTERNATIONAL CONFERENCE ON E-HEALTH NETWORKING,

APPLICATIONS SERVICES (HEALTHCOM), [S.l: s.n.], out. 2013. p. 394-398.

PETERS, J. F.; PEDRYCZ, W. Engenharia de Software - Teoria e Prática. Rio de Janeiro:

Campus, 2001.

PETTICREW, M.; ROBERTS, H. Systematic reviews in the social sciences: A practical

guide. [S.l.]: Wiley. com, 2008. Disponível em:

ial+Sciences%22&ots=wWW0xUNTMw&sig=sTXvGKnxP0c1q1LUnp7HIMHTNHs>.

Acesso em: 5 nov. 2013.

PFLEEGER, S. L. Engenharia de software: teoria e prática. 2ª. ed. São Paulo: Prentice Hall,

PRESSMAN, R. S. Software Engineering. 7. ed. New York: McGraw-Hill, 2010.

RAMNATH,, S.; DATHAN, B. Object-Oriented Analysis and Design. New York: Springer,

REDDY, K. R.; RAO, A. A. Dependency Oriented Complexity Metrics to Detect Rippling

Related Design Defects. SIGSOFT Softw. Eng. Notes, v. 34, n. 4, p. 1–7, jul. 2009. Disponível

em: < http://doi.acm.org.ez27.periodicos.capes.gov.br/10.1145/1543405.1543421 >. Acesso

em: 6 ago. 2013.

SACHDEVA, S.; BHALLA, S. Implementing high-level query language interfaces for

archetype-based electronic health records database. 2009, [S.l: s.n.], 2009. p. 235-238.

Disponível em:

.

Acesso em: 20 mar. 2013.

SANTOS, M. R. Sistema de registro eletrônico de saúde baseado na norma ISO 13606:

aplicacões na Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais. 2011. 175 f. Tese (Doutorado

em Ciência da Informação) – Escola de Ciência da Informação, Universidade Federal de

Minas Gerais, Belo Horizonte, 2011. Disponível em:

. Acesso em: 30

mar. 2013.

SANTOS, M. R.; BAX, M. P.; PESSANHA, C. Uma leitura ontológica da norma ISO 13606

para o Registro Eletrônico de Saúde. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE INFORMÁTICA

NA SAÚDE, Porto de Galinhas. Anais... Porto de Galinhas: [s.n.], 2010a. Disponível em:

.

Acesso em: 30 mar. 2013.

SANTOS, M. R.; BAX, M. P.; PEÇANHA, C. Codificando Arquétipos em linguagem ADL

com base no modelo de referência da norma ISO 13606. [S.l: s.n.], 2010b. Disponível em:

. Acesso em: 20

mar. 2013.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE INFORMÁTICA EM SAÚDE; CONSELHO FEDERAL

DE MEDICINA. Cartilha sobre Prontuário Eletrônico – a Certificação de Sistemas de

Registro Eletrônico de Saúde. [S.l: s.n.]. Disponível em:

. , Acesso em: 8 abr. 2014.

SHATNAWI, R.; ALZU’BI, A. A Verification of the Correspondence between Design and

Implementation Quality Attributes Using a Hierarchal Quality Model. IAENG International

Journal of Computer Science, v. 38, n. 3, p. 225-233, set. 2011. Disponível em:

. Acesso em: 8 abr. 2014.

SHATNAWI, R.; LI, W. An Empirical Assessment of Refactoring Impact on Software

Quality using a Hierarchical Quality Model. International Journal of Software Engineering

and Its Applications, v. 5, n. 4, 2011.

SILVA, G. M. B. et al. OpenEHR-based pervasive health information system for primary

care: First Brazilian experience for public care. In: 2013 IEEE 26TH INTERNATIONAL

SYMPOSIUM ON COMPUTER-BASED MEDICAL SYSTEMS (CBMS), jun. 2013, [S.l:

s.n.], jun. 2013. p. 572-873.

SILVA, G. M. B.; SANTOS, R. F. S.; CORREIA, R. J. C. Creating openEHR content to

different moments of care: Obstetrics emergency scenario. In: 2013 IEEE 26TH

INTERNATIONAL SYMPOSIUM ON COMPUTER-BASED MEDICAL SYSTEMS

(CBMS), jun. 2013, [S.l: s.n.], jun. 2013. p. 361-364.

SILVA, M. L. Manual de Certificacão para Sistemas de Registro Eletrônico em Saúde (SRES). . [S.l: s.n.], 2011. Disponível em:

ublica.pdf>. Acesso em: 30 mar. 2013.

THURSTON, L. M. Flexible and extensible display of archetyped data: The openEHR

presentation challenge. In: HIC 2006 BRIDGING THE DIGITAL DIVIDE: CLINICIAN,

CONSUMER AND COMPUTER, 2006, Adelaide. Anais... Adelaide: Health Informatics

Society of Australia Ltd, 2006. p. 28-36. Disponível em:

. Acesso em:

mar. 2013.

TRAVASSOS, G. H.; GUROV, D.; AMARAL, E. Introdução à Engenharia de Software

Experimental. [S.l.]: UFRJ, 2002. Disponível em:

. Acesso em: 12 abr.

VAVASSORI, F. B. Metodologia para o gerenciamento distribuído de projetos e métrica de

software. 2002. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção) – Universidade Federal de

Santa Catarina, 2002. Disponível em:

>. Acesso em: 4 abr. 2013.

VELTE, L. M. Electronic health record repository based on the openEHR standard. 2011. 70

f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Computadores e Telemática) – Universidade de

Aveiro, Aveiro, 2011. Disponível em: . Acesso em: 2

abr. 2013.

VERGARA, S.C. Projetos e relatórios de pesquisa em administração. 6. ed. São Paulo:

Atlas, 2005.

WAZLAWICK, R. S. W. Metodologia de pesquisa para ciência da computação. 6. ed. Rio de

Janeiro: Elsevier, 2008.

WOHLIN, C.; RUNESON, P.; HÖST, M.; OHLSSON, M.C.; REGNELL, B.;WESSLÉN, A.

Experimentation in Software Engineering: an Introduction. Norwell: Kluwer Academic

Publishers, 2012?


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Projetos, Dissertações e Teses em Sistemas de Informação e Gestão do Conhecimento
ISSN 2358-5501 (Online)