Estudo de caso: A influência da gestão de portfólio na alocação de recursos em uma organização pública de TI

KERLEY DE LOURDES SILVA PIRES

Resumo


As organizações públicas se esforçam, cada vez mais, no sentido de aumentarem sua eficiência e qualidade, para oferecerem melhores serviços para os cidadãos. A utilização, por parte dessas empresas, de práticas essencialmente desenvolvidas para organizações privadas, tem demonstrado esta preocupação. Para cumprimento de sua missão, as organizações apostam na definição clara de sua estratégia; entretanto, tão importante quanto defini-la é executá-la, e esse trabalho comumente é realizado por meio de projetos. Os projetos necessitam de alocação de parte significativa dos recursos da organização, que, em geral, são escassos. Segundo alguns autores, o gerenciamento de portfólio é um meio de proporcionar maior alinhamento entre a estratégia e os projetos, realizando a alocação de recursos, conforme a direção pretendida pela organização. Assim, a questão que orientou este estudo foi “Como , o gerenciamento de portfólio influencia na alocação dos recursos em projetos?”. Dessa maneira, o objetivo geral da pesquisa foi descrever e analisar como o gerenciamento de portfólio influencia na alocação de recursos em projetos em uma organização pública de grande porte, do setor de tecnologia da informação. A descrição dessa influência ocorreu a partir da percepção dos Escritórios de Projetos da empresa. A metodologia contemplou um estudo de caso único, viabilizado por uma pesquisa descritiva com abordagem qualitativa. A coleta de dados envolveu análise documental, aplicação de questionário e realização de entrevistas. Com relação aos resultados, foram identificados os principais fatores que influenciam a gestão de portfólio e a alocação de recursos, e como eles exercem essa influência. Os fatores percebidos estão relacionados à definição explícita da estratégia, critérios de priorização, revisão periódica de portfólio, ferramentas, visibilidade do pool de recursos, patrocínio, pessoas e estrutura organizacional. Para cada fator, foi relatado se seu impacto foi positivo ou negativo, uma vez que, pelo porte da organização, há situações oportunas em alguns setores que, por não existirem em outros, tornam-se desfavoráveis. A principal contribuição do trabalho foi no sentido de demonstrar, empiricamente, os impactos do nível variável de rigor para realização de atividades relacionadas à gestão de portfólio nos âmbitos estratégico, tático e operacional. Os fatores e os impactos contaram com o suporte da teoria nas situações oportunas e desfavoráveis, servindo como meio para reforçar a importância do tema.

Texto completo:

PDF

Referências


ABDOLLAHYAN, F. O Especialista Responde. Revista Mundo Project Managament -MundoPM, Rio de Janeiro, ano 7, n. 40, p.18-23, 2011.

ALMEIDA, N. O. Gerenciamento de portfólio: Alinhando o gerenciamento de projetos à

estratégia da empresa e definindo sucesso e métricas em projetos. Rio de Janeiro: Brasport,

ALMEIDA, N. SIGP – Sistema integrado de gestão de projetos. In: BARCAUI, A. PMO:

Escritórios de Projetos, Programas e Portfólio na prática. Rio de Janeiro: Brasport, 2012.

cap.4, p. 547-571.

BARCAUI, André B. PMO: Escritórios de Projetos, Programas e Portfólio na prática. Rio de

Janeiro: Brasport, 2012.

BELMIRO, Tânia. Estratégia de implantação de um PMO. In: BARCAUI, A. PMO:

Escritórios de Projetos, Programas e Portfólio na prática. Rio de Janeiro: Brasport, 2012. cap.

, p. 231-259.

BIEGER, M. Decisão de Investimentos: Critérios de Avaliação e a Consideração de

Aspectos Estratégicos nas empresas industriais de médio e grande porte da região noroesteRS. 2000. Dissertação (Mestrado). PPGA/UFRGS, Porto Alegre.

BLOCK, T. R.; FRAME, J. D. The Project Office - A key to managing Porject Effectively.

Crisp Publications, 1998.

BONHAN, Stephen S. IT Project Portfolio Management. Norwood: Artech House, 2005.

CARNEIRO, K. D. A.; MARTENS, C. D. P. Análise da Maturidade em Gestão de Portfólio

de Projetos: O caso de uma instituição financeira de pequeno porte. Revista de Gestão e

Projetos - GeP, São Paulo, v. 3, n. 1, p. 252-279, jan./abr., 2012.

CARNEIRO, Margareth. PMO no setor público. In: BARCAUI, A. PMO: Escritórios de

Projetos, Programas e Portfólio na prática. Rio de Janeiro: Brasport, 2012. cap.5, p. 104-134.

CARVALHO, M. M., RABECHINI, R. Construindo competências para gerenciar

projetos: Teoria e casos. São Paulo: Atlas, 2006.

COHEN, C. B; ENGLUND, R. L. Making the case for Project Management. In: LEVINE, H.

A. Project Portfolio Management: A practical guide to selecting projects, managing

portfolios, and maximizing benefits. San Francisco: Jossey-Bass, 2005. cap.5, p. 185-216.

COOPER, Robert; EDGETT, Scott J.; KLEINSCMIDT, Elko J. Portfolio management for

new products, 2. ed. New York: Basic books, 2001a.

COOPER, Robert; EDGETT, Scott J.; KLEINSCMIDT, Elko J. Portfolio management for

new product development: result of an industry practices study. R&D Management, v. 34, n.

, p. 361-380, 2001b.

DE REYCK, B.; COCKAYNE, G. Y.; LOCKETT, M.; CALDERINI, S. R.; MOURA, M.;

SLOPER, A. The impact of project portfólio management on information technology projects.

International Journal of Project Management, 2005, 23(7), p. 524-537.

DINSMORE, P. C.; PINTO, A.; CAVALIERI, A.; CARNEIRO, M. F. S. Projetos

Brasileiros: Casos reais de gerenciamento. Rio de Janeiro: Brasport, 2007.

DINSMORE, P. C., BREWIN, J. C. AMA: manual de gerenciamento de projetos. Tradução

de Adriane Cavalleri et al. Rio de Janeiro: Brasport, 2009.

FERNANDES, A. A., ABREU, V. F. Implantando a Governança de TI: da estratégia à

gestão dos processos e serviços. 2. ed. Rio de Janeiro: Brasport, 2008.

FERRER, F., LIMA, C. Gestão pública eficiente: Impactos econômicos de governos

inovadores. 3. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2007.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

HELDMAN, K. Gerência de Projetos: fundamentos. Tradução de Luciana do Amaral

Teixeira. 2. ed. Porto Alegre: Elsevier, 2011.

HOSS, O.; ZENCI, S. D.; LEZANA, A. G. R. Investimento em projetos com base no plano

estratégico: Um estudo de caso em uma fábrica de carrinhos para supermercado. Revista de

Gestão e Projetos - GeP, São Paulo, v. 3, n. 3, p. 181-214, set./dez., 2012.

KERZNER, H. Gestão de Projetos: as melhores práticas. Tradução de Lene Belon Ribeiro.

ed. Porto Alegre: Bookman, 2006.

KENDALL, G. I., ROLLINS, S. C. Advanced Project Portfolio Management and the

PMO: Multiplying ROI at warp speed. Boca Raton: J.Ross Publishing, 2003.

KOCK, A.; GEMUNDEN, H. G.; MESKENDAHL, S.; JONAS, D. A boa gestão de portfólio

de projetos compensa: Um estudo empírico. Revista Mundo Project Management, Rio de

Janeiro, v. 9, n. 52, p. 08-14, ago./set., 2013.

LAKATOS, E. M., MARCONI, M. A. Fundamentos de Metodologia Científica. 5. ed. São

Paulo: Atlas, 2003.

LEVINE, H. A. Project Portfolio Management: A practical guide to selecting projects,

managing portfolios, and maximizing benefits. San Francisco: John Wiley & Sons, 2005.

LOPES, J. O Fazer do Trabalho Científico em Ciências Sociais Aplicadas. Recife: Ed.

Universitária da UPFE, 2006.

MAKLEFF, Gil. The seven habits of highly effective IT portfolio management

implementations. In: LEVINE, H. A. Project Portfolio Management: A practical guide to

selecting projects, managing portfolios, and maximizing benefits. San Francisco: John Wiley

& Sons, 2005. cap. 10, p. 482-491.

MOORE, Simon. Strategic Project Portfolio management - Enabling a Productive

Organization. New Jersey: John Wiley & Sons, 2010.

MORSE, J. M. Approaches to qualitative - quantitative methodological triangulation.

Nursing research, 1991, 40(1), p. 120-123.

MPCM. Maturity by Project Category Model: Downloads Pesquisa 2012. Disponível em:

. Acesso em: 28 abr.

OGC, Office of Government Commerce. MoP: Management of Portfolios. Norwich: TCO,

PALUDO, A. V. Administração Pública: Teoria e questões. Rio de Janeiro: Elsevier, 2010.

PMI, Project Management Institute. The Standard for Portfolio Management. 3. ed.

Pensilvânia: PMI Publications, 2013.

PM SURVEY. Relatório Completo 2012. Disponível em: .

Acesso em: 03 maio. 2013.

PRADO, Darci. PMO e maturidade em Gerência de Projetos. In: BARCAUI, A. PMO:

Escritórios de Projetos, Programas e Portfólio na prática. Rio de Janeiro: Brasport, 2012. cap.

, p. 204-230.

PWC, Pricewaterhouse Coopers. Ideias e tendências: Práticas atuais de gestão de projetos,

portfólio e programas 2012. Disponível em:

. Acesso em: 28 jul. 2013.

RAD, P. F., LEVIN, G. Project Portfolio Management: Tools and Techniques. New York:

IIL Publishing, 2006.

REGO, Marcos. PMO e a Estratégia da Empresa. In: BARCAUI, A. PMO: Escritórios de

Projetos, Programas e Portfólio na prática. Rio de Janeiro: Brasport, 2012. cap. 3, p. 58-79.

ROTHMAN, Johanna. Manage your Project Portfolio. Dallas: The Pragmatic Bookshelf,

SAMPAIO, M.; HERSZON, L. Gerência de Portfólio. In: BARCAUI, A. PMO: Escritórios

de Projetos, Programas e Portfólio na prática. Rio de Janeiro: Brasport, 2012. cap.4, p. 593-617.

SANTOS FILHO, E. V. Relação entre gestão de portfolio de projetos de software e

desenvolvimento ágil: Um caso com o framework Scrum no setor público. 2012. 225f.

Dissertação (Mestrado). Universidade Católica de Brasília. Brasília.

SILVEIRA, Gutenberg. Mapa de Funções do PMO. In: BARCAUI, A. PMO: Escritórios de

Projetos, Programas e Portfólio na prática. Rio de Janeiro: Brasport, 2012. cap.15, p. 371-394.

SOARES, F. B. R. Análise do processo de gerenciamento de portfolio de projetos de pesquisa

e desenvolvimento (P&D): Caso CEMIG. 2007. Dissertação (Mestrado). Pontifícia

Universidade Católica de Minas Gerais. Belo Horizonte.

SOTILLE, Mauro. Justificando o PMO nas organizações. In: BARCAUI, A. PMO:

Escritórios de Projetos, Programas e Portfólio na prática. Rio de Janeiro: Brasport, 2012.

cap.2, p. 33-57.

SCHLICK, J.; LONGMAN, A. From overload to productivity via systematic decision

making. In: LEVINE, H. A. Project Portfolio Management: A practical guide to selecting

projects, managing portfolios, and maximizing benefits. San Francisco: John Wiley & Sons,

cap. 10, p. 482-491.

STOUFFER; RACHLIN. A summary of first practices and lessons learned in information

technology portfolio management. In: LEVINE, H. A. Project Portfolio Management: A

practical guide to selecting projects, managing portfolios, and maximizing benefits. San

Francisco: John Wiley & Sons, 2005.

VERGARA, S.C. Projetos e relatórios de pesquisa em administração. 7. ed. São Paulo:

Atlas, 2006a.

VERGARA, S.C. Métodos de pesquisa em administração. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2006b.

VIEIRA, D. R.; CHAIN, M. C.; BOURDICHON, P. Project Management Office: Uma

solução para produzir resultados e consolidar as melhores práticas. Revista Mundo Project

Management, Rio de Janeiro, v. 6, n. 33, p. 40-49, jun./jul., 2010.

WIRIC, David W. Public-Sector Project Management: Meeting the Challenges and

Achieving Results. Meeting the Challenges and Achieving results. New Jersey: John Wiley &

Sons, 2009.

YELIN, K. C. The role of executives in effective project portfolio management. In: LEVINE,

H. A. Project Portfolio Management: A practical guide to selecting projects, managing

portfolios, and maximizing benefits. San Francisco: John Wiley & Sons, 2005. cap. 5, p. 217-227.

YIN, R. K. Estudo de caso: Planejamento e métodos. 4. ed. Porto Alegre: Artmed, 2009.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Projetos, Dissertações e Teses em Sistemas de Informação e Gestão do Conhecimento
ISSN 2358-5501 (Online)