INVESTIMENTO EM SAÚDE PÚBLICA VERSUS INDICADOR DE TAXA DE MORTALIDADE EM MINAS GERAIS

ADRIANO SPERANDIO SÁ

Resumo


O objetivo deste projeto de pesquisa é analisar a importância da gestão de indicadores e dos repasse de recursos financeiros entre o Estado e os municípios de Minas Gerais como forma efetiva de criação e disseminação do conhecimento. A partir da análise dos dados de um software de gestão de metas e indicadores em uso na Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES/MG), pretende-se através da modelagem de equações estruturais, encontrar resposta para o seguinte problema de pesquisa: Qual a relação entre investimento em saúde pública e taxa de mortalidade infantil? Como consequência, a intenção é contribuir diretamente para que as políticas de saúde sejam garantidas através do correto repasse de recursos a serem aplicados nos diversos programas disponíveis, sempre com foco no cidadão.


Texto completo:

PDF

Referências


AKUTSU, Luiz. Sociedade da informação, accountability e democracia delegativa. São Paulo: Ed. Braúna, 2009.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado, 1988.

BRASIL. Ministério do Turismo. Transparência Pública. Brasília, DF, 2014.

COSTA, Nilson do Rosário. Políticas públicas, justiça distributiva e inovação: Saúde e Saneamento na Agenda Social. São Paulo: Ed. HUCITEC, 1995.

DEMO, Pedro. Metodologia cientifica em ciências sociais. 3. ed. São Paulo: Atlas,1995.

GRAGNOLATI M, LINDELOW M e COUTTOLENC B. 20 anos de construção do sistema de saúde no Brasil: Uma análise do Sistema Único de Saúde, The World Bank, 2013

HOX, J. J. & BECHGER, T. M. An introduction to structural equation modeling. Family Science Review, 1998.

JUNIOR, F. A. T; SANTANA, J. C. L; LACERDA, L. L; DUTRA, R. A. D. Alinhamento Estratégico: O processo de contratualização por resultados em Minas Gerais por meio do sistema GEICOM. Brasília: VI Congresso Consad de Gestão Pública, 2013.

JUNIOR, Francisco A. T. Os Instrumentos de contratualização e a pactuação por resultados. Inovações no sistema de gestão do Sistema Único de Saúde (SUS). Brasília: II Congresso Consad de Gestão Pública, 2009.

LEAL, M.C. & SZWARCWALD, C.L. Evolução da mortalidade neonatal no Estado de Rio de Janeiro, Brasil, de 1979 a 1993. Análise por grupo etário segundo região de residência. Revista saúde Pública, 30 (5):403-12, 1996.

MALHOTRA, N. K. Pesquisa de Marketing: uma orientação aplicada. 3a. ed. Porto Alegre: Bookman, 2001.

MINAS GERAIS. Decreto nº 45.468, de 13 de setembro de 2010. Brasília: MP, 2010. Dispõe sobre as normas de transferência, controle e avaliação das contas de recursos financeiros repassados pelo Fundo Estadual de Saúde. 2010.

MINAS GERAIS. O Choque de Gestão em Minas Gerais: resultados na saúde, organizado por Antônio Jorge de Souza Marques, Eugênio Vilaça Mendes, Helidéa de Oliveira Lima. Belo Horizonte: Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, 2010.

MINAS GERAIS. Resolução SES nº 1935, de 08 de julho de 2009. Aprova as normas gerais de adesão e execução ao Projeto Estruturador Saúde em Casa. 2009.

PORTER, M; TEISBERG, E. Repensando a Saúde. São Paulo: Artmed, 2007.

TERRIS, M. Tendencias actuales en la salud publica de las Americas. In: Organización Panamericana de la Salud. La crisis de la salud pública: reflexiones para el debate. Washington, D.C., 1992. p. 185-204. (OPS - Publicación Científica, 540).

TESTA, M. Pensar em saúde. Porto Alegre, Artes Médicas/ABRASCO, 1992a.

TROSA, S. Gestão Pública por Resultados: Quando o Estado se compromete. Rio de Janeiro: Revan, 2005.

REIS NETO, M. T.; ASSIS, L. O. M. Principais características do sistema de remuneração variável no choque de gestão em Minas Gerais: o acordo de resultados e o prêmio por produtividade. Gestão & Regionalidade, v. 26, n. 76, art. 62, p. 75-90, 2010.

RIBEIRO, L. C. S. Programa Saúde em Casa: procedimentos de acompanhamento do incentivo financeiro. 2012. Monografia (Curso Superior em Administração Pública) - Fundação João Pinheiro. Belo Horizonte, 2012.

TERRIS, M. Tendencias actuales en la salud publica de las Americas. In: Organización Panamericana de la Salud. La crisis de la salud pública: reflexiones para el debate. Washington, D.C., 1992. p. 185-204. (OPS – Publicación Científica, 540).

VERGARA, S. C. Projetos e Relatórios de Pesquisa em Administração. 7a. ed. São Paulo: Atlas, 2006.

VERGARA, S C. Projetos e Relatórios de Pesquisas em Administração. 10. ed. São Paulo: Atlas, 2009.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Projetos, Dissertações e Teses em Sistemas de Informação e Gestão do Conhecimento
ISSN 2358-5501 (Online)