AVALIAÇÃO DO IMPACTO ORGANIZACIONAL COM A IMPLANTAÇÃO DE BOAS PRÁTICAS DE GOVERNANÇA DE TI: um estudo de caso em uma instituição financeira em Minas Gerais

JOÃO JOSÉ BARBOSA FERREIRA

Resumo


A dimensão com que a tecnologia da informação é utilizada dentro das organizações é bastante significativa, não se restringindo a grandes corporações, mas também estando presente em médios e pequenos empreendimentos. Os questionamentos iniciam-se quando se deseja relacionar o desempenho da organização com a utilização da TI nos processos organizacionais, além das incertezas quanto à adequação do uso da TI aos padrões legais e às necessidades da organização. Diante desse cenário, estudiosos desenvolveram modelos de mensuração e de adaptação dos processos organizacionais aos mecanismos oferecidos pela TI. Um desses modelos é o desenvolvido pela pesquisadora Ortiz (2003), o qual procura relacionar o alinhamento estratégico entre TI e o negócio da organização focando esse uso diretamente no desempenho organizacional com a efetiva utilização de boas práticas de governança de TI. O problema que sustenta esta pesquisa é: “Qual o impacto no desempenho organizacional a partir do alinhamento estratégico entre TI e o negócio da organização em consonância com boas práticas da governança de TI em uma instituição bancária que atua no Brasil?”. Com base no modelo de Ortiz (2003), o objetivo da pesquisa foi identificar a relevância da padronização de processos de TI com a utilização de boas práticas de governança de TI na melhoria do desempenho organizacional. O método utilizado foi uma análise quantitativa baseada em modelagem de equação estrutural. A pesquisa se desenvolveu em uma instituição bancária na qual 129 funcionários ligados ao desenvolvimento e consumo dos produtos e processos de TI foram entrevistados, e os dados dessas entrevistas processadas em um software denominado R, sendo este devidamente preparado para suportar a modelagem de equação estrutural. Os resultados obtidos, além de ratificar a validade do modelo, revelaram uma considerável concordância em relação à percepção da melhoria do desempenho organizacional causado pelo devido alinhamento entre TI e negócio. Esse fato pode ser relacionado ainda a fortes tendências às boas práticas de governança de TI do setor pesquisado, o que difere dos resultados encontrados por Pereira (2008), devido, principalmente, à característica da organização estudada. Sugere-se ainda a realização de novos estudos para a execução da pesquisa em outras instituições financeiras, bem como o processamento dos dados levantados em outro modelo de mensuração de alinhamento estratégico com o objetivo de consolidar a metodologia voltada para esse torno deste assunto.

Texto completo:

PDF

Referências


AFFELDT, F.; VANTI, A. Uma análise da evolução dos modelos de alinhamento

estratégico de tecnologia da informação (TI). In: Congresso anual da Informação. São

Paulo: CAT, 2006.

ALMEIDA, A. T. de; RAMOS, F. S. (Org). Gestão da Informação na

competitividade das organizações. 2. ed. Recife: Editora Universitária da UFPE, 2002.

BERGAMINI JR., Sebastião. Controles internos como um instrumento de Governança

Corporativa. Revista do BNDES, Rio de Janeiro, v. 12, n. 24, p. 149-188, dez. 2005.

BRANCHEAU, J. C.; WETHERBE, J. C. Key issues in information systems

management. MIS Quarterly, Minneapolis, v.11, n. 1, p. 59-72, mar. 1987.

BOVESPA. Regulamento de listagem do novo mercado. São Paulo: Bovespa, maio

Disponível em:

novo-mercado.asp>. Acesso em: 7 fev. 2012.

CODES, Ana Luiza Machado. Modelagem de Equações Estruturais: um método para a

análise de fenômenos complexos. CADERNO CRH, Salvador, v. 18, n. 45, p. 471-484,

set./dez. 2005.

COLEMAN, Preston; PAPP, Raymond. Strategic Alignment: Analysis of

Perspectives. In: SOUTHERN ASSOCIATION FOR INFORMATION SYSTEMS.

Atlanta. Disponível em: . Acesso em: 3 fev.

CPDOC. A história da automação bancária no Brasil. Rio de Janeiro: FGV, set.

Disponível em: . Acesso em:

fev. 2012.

CVM. Recomendações da CVM sobre governança corporativa – cartilha de

Governança Corporativa. Rio de Janeiro: CMV, jun. 2002. Disponível em:

. Acesso em: 7 fev. 2012.

EPSKAMP, Sacha; CRAMER, Angelique O. J.; WALDORP, Lourens J.;

SCHMITTMANN, Verena D.; BORSBOOM, Denny. Qgraph: Network

Visualizations of Relationships in Psychometric Data. Journal of Statistical

Software. Dispinível em: . Acesso em: 15 set.

FOOTEN, J.; FAUST, J. Business Process Management: Definitions, Concepts, and

Methodologies. In The Service-Oriented Media Enterprise, Boston: Focal Press, 2008.

cap. 6. p. 345 – 393.

FOX, John. Structural equation modeling with the SEM package in R. Structural

Equation Modeling. 2012. Disponível em:

Misc/sem/SEM-paper.pdf>. Acesso em: 15 set. 2012.

FOX, John. Polychoric and Polyserial Correlations. 2012. Disponível em:

. Acesso em: 15 set.

FREIRE, Lucas Alves. A desconsideração da personalidade jurídica na esfera

administrativa e seu reflexo na atividade persecutória desenvolvida pelo Banco Central

do Brasil. Revista da Procuradoria-Geral do Banco Central, Brasília, v. 5. n. 1, p.

-114, jun. 2011.

GARTNER. Gartner Worldwide IT Spending Forecast. Gartner Inc., 2011.

Disponível em: .

Acesso em: 01 out. 2012.

GILL, M. Corporate Governance after Enron and World Com: Applying

Principles of Results-based Governance. In: PROCEEDINGS OF INSIGHT

CONFERENCE ON CORPORATE GOVERNANCE. Calgary: Synergy Associates,

dez. 2002.

HAES, S.; VAN GREMBERGEN, W. IT governance structures, processes and

relational mechanisms achieving IT/business alignment in a major Belgian

Financial Group. In: PROCEEDINGS OF THE 38

th

HAWAII INTERNATIONAL

CONFERENCE ON SYSTEM SCIENCES. Hawaii. 2005.

HAIR Jr., Joseph F.; ANDERSON, Ralph E.; TATHAM, Ronald L.; BLACK, Willian

C. Multivariate Data Analysis. 7

nd

. ed. New Jersey: Prentice Hall, 2010.

HENDERSON, J. C.; VENKATRAMAN, N. Strategic Alignment: Leveraging

Information Technology for Transforming Organizations. IBM Systems Journal. v. 32,

n. 1, p. 472-484, 1993.

IBGC. Código das melhores práticas de governança corporativa. Disponível em:

. Acesso em: 7 fev. 2012.

IBM Corporation. Business systems planning: information systems planning guide.

New York, 1981.

ISACA 2000. Executive Summary. ISACA – Information Systems Audit and Control

Association & Foundation, 3nd ed., 2000.

ITGI. IT Governance and Process Maturity. EUA, 2008.

JONES. L; THOMPSON, F. Um modelo para a nova gerência pública. Revista do

Serviço Público. Brasília, ano 51, n. 1, p. 41-80, jan./mar. 2000.

JOIA, Luiz Antonio. Tecnologia da informação para gestão do conhecimento em

organização virtual. ABEPRO, Rio de Janeiro, v. 9, n. 2, p. 05-17, 2000.

KLINE, Rex B. Principles and practice of structural equation modeling. New York:

The Guilford Press, 2011.

LAMARE, Sérgio Luís Dutra. Modelagem de equações estruturais na melhoria da

gestão. XXII Encontro Nacional de Engenharia de Produção. Dispinível em:

Acesso em: 8

set. 2012.

LUNARDI, Guilerme Lerch; DOLCI, P. C.; BECKER, João Luiz; MAÇADA, A. C. G.

Governança de TI no Brasil: uma análise dos mecanismos mais difundidos entre as

empresas nacionais. Resende, RJ. SEGet 2007 v. 1. p. 1-15, set. 2007.

LUFTMAN, J.; ZADEH, H. S. Key information technology and management issues

-11: an international study. Journal of Information Technology, v. 26, n. 3, 2011.

Disponível em: < http://www.palgrave-journals.com/jit/journal/v26/n3/abs/jit 20113a

.html>. Acesso em: 5 nov. 2012.

MACADAR, Beky Moron. Os investimentos diretos no exterior dos países em

desenvolvimento e a experiência brasileira recente. Revista da FEE, Porto Alegre, v.

, n. 3, p. 29-36, fev. 2008.

MAÇADA, A.; BECKER, J. LUNARDI, G. Efetividade de conversão dos

investimentos em TI na eficiência dos bancos brasileiros. Revista de Administração

Contemporânea, Curitiba, v. 9, n. 1, p. 9-33, jan./fev./mar. 2005.

MONECKE, Armin; LEISCH, Friedrich. semPLS: Structural Equation Modeling

Using Partial Least Squares. Journal of Statistical Software. Dispinível em:

. Acesso em: 10 set. 2012.

OGC. IT Infrastructure Library – Service Support. Londres, 2000.

ORTIZ, A. S. Testing a model of the relationships among organizational

performance, it-business alignment, and it governance. 2003. 199 f. Dissertation of

PHD (Information Science) - University of North Texas, Texas, 2003.

PETERSON, R. Integration strategies and tactics for information technology

governance. In: VAN GREMBERGEN, W. Strategies for information technology.

Hreshey: Idea Group Publishing, 2004.

PEREIRA, Marcos Nascimento Borges. Tecnologia de informação em alinhamento à

estratégia de negócio: na visão de gestores das empresas participantes do IT

Service Management Forum de Minas Gerais. 2008. 119f. Dissertação de mestrado

em Administração. Belo Horizonte. 2008

PRIETO, V. C.; CARVALHO, M. M.; FISCHMANN, A. A. Análise comparativa de

modelos de alinhamento estratégico. Produção, São Paulo, v. 19, n. 2, p. 317-331,

PMBOK. Um guia do conjunto de conhecimentos em Gerenciamento de Projetos.

Guia PMBOK. 3 ed. Project Management Institute, Four Campus Boulevard, Newtown

Square, PA EUA. 2004.

REVELLE, William.Using the psych package to generate and test structural.

Dispinível em:

.pdf>. Acesso em: 10 set. 2012.

ROCKART, J. F.; MORTON, M. S. Implications of Changes in Information

Technology for Corporate Strategy. Interfaces, v. 14, n. 1, Jan./Fev. 1984, p. 84-95.

REIS, Gustavo Mello; RIBEIRO JR., José Ivo. Ferramentas estatísticas básicas da

qualidade - guia prático do R. Disponível em: .

Acesso em: 11 jun. 2012.

SEI, 2010. SOFTWARE ENGINEERING INSTITUTE. CMMI for Development

(CMMI-DEV), Version 1.3, Technical Report CMU/SEI-2010-TR-033. Pittsburgh, PA:

Software Engineering Institute, Carnegie Mellon University, 2010.

SIMONSSON, Mårten; JOHNSON, Pontus. Assessment of IT Governance - A

Prioritization of Cobit. In: Proceedings of the Conference on Systems Engineering

Research. Dispinível em: Acesso em: 6 ago. 2012.

SOFTEX, 2011. ASSOCIAÇÃO PARA PROMOÇÃO DA EXCELÊNCIA DO

SOFTWARE BRASILEIRO – SOFTEX. MPS.BR – Guia de Avaliação: 2011, maio

Disponível em: . Acesso em: 11 jun. 2012.

SORTICA, Eduardo Almansa; CLEMENTI, Sérgio; CARVALHO, Tereza Cristina M.

B. Governança de TI: uma empresa virtual analisada sob a ótica do COBIT e do ITIL.

Artigo Técnico. Congresso Anual de Tecnologia da Informação – FGV-EAESP. São

Paulo, 2004. 14 p.

YIN, Robert K. Estudo de caso, planejamento e métodos. 2. ed. São Paulo:

Bookman, 2001.

WEBB, Phyl; POLLARD, Carol; RIDLEY, Gail. Attempting to Define IT

Governance. In: PROCEEDINGS OF THE 39TH HAWAII INTERNATIONAL

CONFERENCE ON SYSTEM SCIENCES. Hawaii. 2006.

VERGARA, S. Projetos e Relatórios de Pesquisa em Administração. São Paulo:

Atlas, 2000.

AFFELDT, F.; VANTI, A. Uma análise da evolução dos modelos de alinhamento estratégico de tecnologia da informação (TI). In: Congresso anual da Informação. São Paulo: CAT, 2006. ALMEIDA, A. T. de; RAMOS, F. S. (Org). Gestão da Informação na competitividade das organizações. 2. ed. Recife: Editora Universitária da UFPE, 2002. BERGAMINI JR., Sebastião. Controles internos como um instrumento de Governança Corporativa. Revista do BNDES, Rio de Janeiro, v. 12, n. 24, p. 149-188, dez. 2005. BRANCHEAU, J. C.; WETHERBE, J. C. Key issues in information systems management. MIS Quarterly, Minneapolis, v.11, n. 1, p. 59-72, mar. 1987. BOVESPA. Regulamento de listagem do novo mercado. São Paulo: Bovespa, maio 2011. Disponível em: . Acesso em: 7 fev. 2012. CODES, Ana Luiza Machado. Modelagem de Equações Estruturais: um método para a análise de fenômenos complexos. CADERNO CRH, Salvador, v. 18, n. 45, p. 471-484, set./dez. 2005. COLEMAN, Preston; PAPP, Raymond. Strategic Alignment: Analysis of Perspectives. In: SOUTHERN ASSOCIATION FOR INFORMATION SYSTEMS. 2006. Atlanta. Disponível em: . Acesso em: 3 fev. 2012. CPDOC. A história da automação bancária no Brasil. Rio de Janeiro: FGV, set. 2009. Disponível em: . Acesso em: 3 fev. 2012. CVM. Recomendações da CVM sobre governança corporativa – cartilha de Governança Corporativa. Rio de Janeiro: CMV, jun. 2002. Disponível em: . Acesso em: 7 fev. 2012. EPSKAMP, Sacha; CRAMER, Angelique O. J.; WALDORP, Lourens J.; SCHMITTMANN, Verena D.; BORSBOOM, Denny. Qgraph: Network Visualizations of Relationships in Psychometric Data. Journal of Statistical Software. Dispinível em: . Acesso em: 15 set. 2012. FOOTEN, J.; FAUST, J. Business Process Management: Definitions, Concepts, and Methodologies. In The Service-Oriented Media Enterprise, Boston: Focal Press, 2008. cap. 6. p. 345 – 393. 48 FOX, John. Structural equation modeling with the SEM package in R. Structural Equation Modeling. 2012. Disponível em: . Acesso em: 15 set. 2012. FOX, John. Polychoric and Polyserial Correlations. 2012. Disponível em: . Acesso em: 15 set. 2012. FREIRE, Lucas Alves. A desconsideração da personalidade jurídica na esfera administrativa e seu reflexo na atividade persecutória desenvolvida pelo Banco Central do Brasil. Revista da Procuradoria-Geral do Banco Central, Brasília, v. 5. n. 1, p. 103-114, jun. 2011. GARTNER. Gartner Worldwide IT Spending Forecast. Gartner Inc., 2011. Disponível em: . Acesso em: 01 out. 2012. GILL, M. Corporate Governance after Enron and World Com: Applying Principles of Results-based Governance. In: PROCEEDINGS OF INSIGHT CONFERENCE ON CORPORATE GOVERNANCE. Calgary: Synergy Associates, dez. 2002. HAES, S.; VAN GREMBERGEN, W. IT governance structures, processes and relational mechanisms achieving IT/business alignment in a major Belgian Financial Group. In: PROCEEDINGS OF THE 38 th HAWAII INTERNATIONAL CONFERENCE ON SYSTEM SCIENCES. Hawaii. 2005. HAIR Jr., Joseph F.; ANDERSON, Ralph E.; TATHAM, Ronald L.; BLACK, Willian C. Multivariate Data Analysis. 7 nd . ed. New Jersey: Prentice Hall, 2010. HENDERSON, J. C.; VENKATRAMAN, N. Strategic Alignment: Leveraging Information Technology for Transforming Organizations. IBM Systems Journal. v. 32, n. 1, p. 472-484, 1993. IBGC. Código das melhores práticas de governança corporativa. Disponível em: . Acesso em: 7 fev. 2012. IBM Corporation. Business systems planning: information systems planning guide. New York, 1981. ISACA 2000. Executive Summary. ISACA – Information Systems Audit and Control Association & Foundation, 3nd ed., 2000. ITGI. IT Governance and Process Maturity. EUA, 2008. JONES. L; THOMPSON, F. Um modelo para a nova gerência pública. Revista do Serviço Público. Brasília, ano 51, n. 1, p. 41-80, jan./mar. 2000. JOIA, Luiz Antonio. Tecnologia da informação para gestão do conhecimento em organização virtual. ABEPRO, Rio de Janeiro, v. 9, n. 2, p. 05-17, 2000. 49 KLINE, Rex B. Principles and practice of structural equation modeling. New York: The Guilford Press, 2011. LAMARE, Sérgio Luís Dutra. Modelagem de equações estruturais na melhoria da gestão. XXII Encontro Nacional de Engenharia de Produção. Dispinível em: Acesso em: 8 set. 2012. LUNARDI, Guilerme Lerch; DOLCI, P. C.; BECKER, João Luiz; MAÇADA, A. C. G. Governança de TI no Brasil: uma análise dos mecanismos mais difundidos entre as empresas nacionais. Resende, RJ. SEGet 2007 v. 1. p. 1-15, set. 2007. LUFTMAN, J.; ZADEH, H. S. Key information technology and management issues 2010-11: an international study. Journal of Information Technology, v. 26, n. 3, 2011. Disponível em: < http://www.palgrave-journals.com/jit/journal/v26/n3/abs/jit 20113a .html>. Acesso em: 5 nov. 2012. MACADAR, Beky Moron. Os investimentos diretos no exterior dos países em desenvolvimento e a experiência brasileira recente. Revista da FEE, Porto Alegre, v. 35, n. 3, p. 29-36, fev. 2008. MAÇADA, A.; BECKER, J. LUNARDI, G. Efetividade de conversão dos investimentos em TI na eficiência dos bancos brasileiros. Revista de Administração Contemporânea, Curitiba, v. 9, n. 1, p. 9-33, jan./fev./mar. 2005. MONECKE, Armin; LEISCH, Friedrich. semPLS: Structural Equation Modeling Using Partial Least Squares. Journal of Statistical Software. Dispinível em: . Acesso em: 10 set. 2012. OGC. IT Infrastructure Library – Service Support. Londres, 2000. ORTIZ, A. S. Testing a model of the relationships among organizational performance, it-business alignment, and it governance. 2003. 199 f. Dissertation of PHD (Information Science) - University of North Texas, Texas, 2003. PETERSON, R. Integration strategies and tactics for information technology governance. In: VAN GREMBERGEN, W. Strategies for information technology. Hreshey: Idea Group Publishing, 2004. PEREIRA, Marcos Nascimento Borges. Tecnologia de informação em alinhamento à estratégia de negócio: na visão de gestores das empresas participantes do IT Service Management Forum de Minas Gerais. 2008. 119f. Dissertação de mestrado em Administração. Belo Horizonte. 2008 PRIETO, V. C.; CARVALHO, M. M.; FISCHMANN, A. A. Análise comparativa de modelos de alinhamento estratégico. Produção, São Paulo, v. 19, n. 2, p. 317-331, 2009. 50 PMBOK. Um guia do conjunto de conhecimentos em Gerenciamento de Projetos. Guia PMBOK. 3 ed. Project Management Institute, Four Campus Boulevard, Newtown Square, PA EUA. 2004. REVELLE, William.Using the psych package to generate and test structural. Dispinível em: . Acesso em: 10 set. 2012. ROCKART, J. F.; MORTON, M. S. Implications of Changes in Information Technology for Corporate Strategy. Interfaces, v. 14, n. 1, Jan./Fev. 1984, p. 84-95. REIS, Gustavo Mello; RIBEIRO JR., José Ivo. Ferramentas estatísticas básicas da qualidade - guia prático do R. Disponível em: . Acesso em: 11 jun. 2012. SEI, 2010. SOFTWARE ENGINEERING INSTITUTE. CMMI for Development (CMMI-DEV), Version 1.3, Technical Report CMU/SEI-2010-TR-033. Pittsburgh, PA: Software Engineering Institute, Carnegie Mellon University, 2010. SIMONSSON, Mårten; JOHNSON, Pontus. Assessment of IT Governance - A Prioritization of Cobit. In: Proceedings of the Conference on Systems Engineering Research. Dispinível em: Acesso em: 6 ago. 2012. SOFTEX, 2011. ASSOCIAÇÃO PARA PROMOÇÃO DA EXCELÊNCIA DO SOFTWARE BRASILEIRO – SOFTEX. MPS.BR – Guia de Avaliação: 2011, maio 2011. Disponível em: . Acesso em: 11 jun. 2012. SORTICA, Eduardo Almansa; CLEMENTI, Sérgio; CARVALHO, Tereza Cristina M. B. Governança de TI: uma empresa virtual analisada sob a ótica do COBIT e do ITIL. Artigo Técnico. Congresso Anual de Tecnologia da Informação – FGV-EAESP. São Paulo, 2004. 14 p. YIN, Robert K. Estudo de caso, planejamento e métodos. 2. ed. São Paulo: Bookman, 2001. WEBB, Phyl; POLLARD, Carol; RIDLEY, Gail. Attempting to Define IT Governance. In: PROCEEDINGS OF THE 39TH HAWAII INTERNATIONAL CONFERENCE ON SYSTEM SCIENCES. Hawaii. 2006. VERGARA, S. Projetos e Relatórios de Pesquisa em Administração. São Paulo: Atlas, 2000.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Projetos, Dissertações e Teses em Sistemas de Informação e Gestão do Conhecimento
ISSN 2358-5501 (Online)