A RELAÇÃO ENTRE AS PRÁTICAS DE GESTÃO DO CONHECIMENTO E INDICADORES DE GERAÇÃO DA INOVAÇÃO

RUBENS DE SOUZA SILVA

Resumo


Um elo comum os processos de gestão da inovação conhecidos é a utilização do conhecimento e de experiências da empresa na busca de combinações que gerem inovação. Por este motivo, a gestão do conhecimento (GC) é vista como uma “mola indutora da produtividade e criatividade dos trabalhadores do conhecimento” (Terra, 2012). Segundo o modelo proposto por Terra (2001), a GC ocorre em 3 níveis dentro da organização: nível estratégico, nível organizacional e infraestrutura. Desse ponto de vista, pode-se afirmar que existem formas diferentes da organização praticar a GC e, possivelmente, formas diferentes de obter resultados com ela, afinal as práticas em cada nível serão voltadas para dimensões diferentes: visão estratégica, sistema de informação, cultura organizacional e outras. Povani (2009) afirma que diferentes estilos de gerir o conhecimento podem estar associados a diferentes níveis de inovação de produto. Portanto, segundo essa reflexão, é válido questionar: de que maneira as práticas de gestão do conhecimento influenciam os indicadores de geração de inovação? Nesse contexto apresentado até aqui, os autores relacionam de maneira subjetiva sem levar em consideração a possibilidade das diversas dimensões da GC interferirem de maneira diferente nos diversos indicadores de inovação. Este estudo está baseado em pesquisa descritiva de natureza quantitativa onde se pretende analisar os indicadores de gestão do conhecimento e geração de inovação de acordo com os modelos de Terra (2012) e o Minnesota Innovation Research Program (Ven, Angle, & Poole, 2010).

Texto completo:

PDF

Referências


CANONGIA, C.; SANTOS, D. M.; SANTOS, M. M.; ZACKIEWICZ, M. Foresight, inteligência competitiva e gestão do conhecimento: instrumentos para a gestão da inovação. Gestão & Produção, v. 11, n. 2, 2004.

DRUCKER, P.F. Sociedade Pós-capitalista. São Paulo: Pioneira, 1994

FIGUEIREDO, Nébia Maria Almeida de; Método e Metodologia na Pesquisa Científica. São Paulo: Difusão Editora, 2004.

FIGUEIREDO, Saulo. P. Gestão do Conhecimento; estratégias competitivas para a criação e mobilização do conhecimento na empresa. São Paulo: Qualitymark, 2005.

GOLDMAN, Fernando Luiz. PODEMOS AINDA APRENDER COM NONAKA E TAKEUCHI? In: KM BRASIL 2010, Gramado. 2010.

HAIR JÚNIOR, Joseph F. et al.. Fundamentos de métodos de pesquisa em Administração. Porto Alegre: Bookman, 2005. 471 p.

KRUGLIANSKAS, I. Tornando a pequena e média empresa competitiva. São Paulo: Instituto de Estudos Gerenciais e Editora, 1996.

PAVONI, Elóide Teresa. Estilos De Gestão Do Conhecimento E Inovação Em Empresas De Média E Baixa Tecnologia. 2009. 170 f. Dissertação (Doutorado) - Curso de Administração, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2009.

PINTEC, Pesquisa Industrial de Inovação Tecnológica. Disponível em: Acesso em: 12 de outubro 2012.

PINTEC, Banco de dados da Pesquisa Industrial de Inovação Tecnológica 2008. Disponível em: Acesso em: 12 out. 2008.

PRAHALAD, C. K.; HAMEL, G. The core competence of the corporation. Harvard Business Review, v. 68, n. 3, 1990.

ROGERS, E.. Diffusion of innovations. 4. ed. New York: The Free Press, 1995.

TERRA, José Cláudio C. Gestão do Conhecimento: Aspectos Conceituais e Estudo Exploratório sobre as Práticas de Empresas Brasileiras. 1999. tese de doutorado (Pós- Graduação em Engenharia de Produção) – Escola Politécnica da Universidade de São Paulo.

TERRA, José Cláudio C. Gestão do conhecimento: o grande desafio empresarial. São Paulo: Negócio Editora, 2001.

TIDD, Joe; BESSANT, John; PAVITT, Keith. Gestão da Inovação. 3. ed. Porto Alegre: Bookman, 2008.

VAN DE VEN, A.H; ANGLE, H.L; POOLE, M.S.; Research on the Management of Innovation. Oxford: Oxford University Press, 2000.

VENUTO, Nádia Mauren. Práticas De Gestão Do Conhecimento: Desempenho Do Curso De Administração Das Instituições De Ensino Superior Privadas De Minas Gerais No Exame Nacional De Desempenho Do Estudante. 2010. 165 f. Dissertação (Mestrado) - Faculdade Novos Horizontes, Belo Horizonte, 2010.

ZILBER, Silvia Novaes; DA SILVA, Francisco Lourenço. Inovação das Grandes Empresas Multinacionais para o Mercado Brasileiro de Baixa Renda: Um Estudo Multicaso. XXXI Encontro ANPAD ,Rio de Janeiro, 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Projetos, Dissertações e Teses em Sistemas de Informação e Gestão do Conhecimento
ISSN 2358-5501 (Online)