LEAN SERVICE E REDUÇÃO DE CUSTOS NO PROCESSO DE COLETA DE RESÍDUOS DOMICILIARES

Adriana Gonçalves de Resende Freitas, Ricardo Marques Braga, Noel Torres Junior, Poueri do Carmo Mário

Resumo


A busca sistemática de esforços para melhorar as operações das organizações, tem despertado o crescente interesse sobre o “Lean” além dos contextos da manufatura.  Neste artigo, objetiva-se analisar o processo de coleta de resíduos domiciliares do município de Belo Horizonte realizado pela Superintendência de Limpeza Urbana de modo a identificar as perdas existentes que impactam nos custos desta atividade. Analisaram-se as diretrizes do Plano Municipal de Gestão integrada de Resíduos Sólidos e o processo atual de coleta de resíduo domiciliar. Isso possibilitou a identificação das perdas sob a ótica Lean e a mensuração dos custos envolvidos com esta operação. A análise também permitiu o levantamento dos ganhos e desafios gerenciais advindos da adoção do sistema de coleta ponto a ponto como uma alternativa para a realização deste serviço. Realça-se a importância do uso da abordagem “Lean” na análise e na busca de alternativas para a melhoria da qualidade e produtividade na gestão de operações dos serviços.


Palavras-chave


Lean Service, Estratégia, Redução de Perdas, Coleta ponto a ponto, Mapeamento do Fluxo de Valor

Texto completo:

PDF

Referências


BELO HORIZONTE. Prefeitura Municipal. (2017). Plano municipal de gestão integrada de resíduos sólidos de Belo Horizonte (PMGIRS-BH). Março de 2017. Disponível em . Acesso em Dez. 2017.

BRASIL. Câmara dos Deputados (2010). Lei Federal n°12.305/2010. Política Nacional de Resíduos Sólidos. Disponível em . Acesso em Dez. 2017

GAVILÁN, J. y GALLEGO, A. Implementacióndel modelo Lean Service enelproceso de recaudo de la Cooperativa de Ahorro y Crédito Fincomercio Ltda. Revista Redes de Ingeniería. 7(2), 138-147, 2016.

GEORGE, M. L. Lean Six Sigma for Service: How to Use Lean Speed and Six Sigma Quality to Improve Services and Transactions. New York: McGraw Hill, 2003.

GIBBERT, M.; RUIGROK, W.; WICKI, B. What passes as a rigorous case study? Strategic Management Journal, v. 29, n. 13, p. 1465–1474, 2008.

GUPTA, S.; SHARMA, M.; SUNDER M., V. Lean services: a systematic review. International Journal of Productivity and Performance Management, v. 65, n. 8, p. 1025–1056, 14 nov. 2016.

LEITE, H. DOS R.; VIEIRA, G. E. Lean philosophy and its applications in the service industry: a review of the current knowledge. Production, v. 25, n. 3, p. 529–541, set. 2015.

LEWIS, M. A. Lean production and sustainable competitive advantage. International Journal of Operations & Production Management, v. 20, n. 8, p. 959–978, ago. 2000.

LOVELOCK, C.; WIRTZ, J.; HEMZO, M. A. Marketing De Serviços: pessoas, tecnologia e estratégia. São Paulo: Prentice Hall Brasil, 2012.

MARTINS, G. DE A. Estudo de caso: uma estratégia de pesquisa. São Paulo: Editora Atlas, 2006.

PUJOL, Juan R.; BARRAZA, Manuel F. S. Implementation of Lean-Kaizen in the human resource service process: A case study in a Mexican public service organization. Journal of Manufacturing Technology Management, Vol. 21 No. 3, 2010.

SHOKRI, A. Quantitative analysis of Six Sigma, Lean and Lean Six Sigma research publications in last two decades. International Journal of Quality & Reliability Management, v. 34, n. 5, p. 598–625, 2 maio 2017.

STUART, I. et al. Effective case research in operations management : a process perspective. Journal of Marketing Management, v. 20, p. 419–433, 2002.

YIN, R. K. Case Study Research and Applications: Design and Methods. 6. ed. London: SAGE Publications, 2018.




DOI: http://dx.doi.org/10.21714/pretexto.v20i4.6712

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Pretexto
ISSN 1984-6983 (Online)
ISSN 1517-672x (Impressa)
Classificação Qualis CAPES - B2 - Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo