VAREJO ESTRATÉGICO: O PAPEL DA COMUNICAÇÃO INTEGRADA

Oberdan Teles da Silva, Cristiano Fasoli, Tiago Zardin Patias, Maria Emília Camargo

Resumo


A pesquisa verificou como uma rede de lojas com sede do nordeste do Rio Grande do Sul pode ampliar suas estratégias de comunicação, com a identificação das expectativas dos clientes e posterior redefinição das estratégias. Utilizou-se o método qualitativo-exploratório. A amostra da pesquisa envolveu trinta clientes e o diretor de marketing da rede. Evidenciou-se que os clientes valorizam na propaganda a criatividade, objetividade e clareza. Na venda pessoal, a confiabilidade, a simpatia, as informações sobre produto e pagamento são indicadores de valor no processo de comunicação. Em termos de promoção de vendas os clientes valorizam as condições de pagamento e incentivos da loja. Já no merchandising os clientes demandam funcionários uniformizados, limpeza, iluminação e exposição de produtos e preços. Entretanto, revelaram-se aspectos negativos que fazem parte do composto comunicacional como a exigência de encarte com maior quantidade de páginas e produtos. O estudo apontou ainda a necessidade de realizações de promoções de venda com dias coincidentes ao recebimento de salários, atendimento especial e descontos nas compras à vista.

Palavras-chave


Marketing; Varejo; Comunicação; Propaganda; Estratégia.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21714/pretexto.v11i3.652

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Pretexto
ISSN 1984-6983 (Online)
ISSN 1517-672x (Impressa)
Classificação Qualis CAPES - B2 - Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo