CARDÁPIO DOS TEMPOS E ESPAÇOS DE UM BISTRÔ

Letícia Dias Fantinel, Neusa Rolita Cavedon

Resumo


Este estudo tem por objetivo desvendar aspectos da cultura organizacional de um restaurante, compreendendo sua dimensão simbólica através de representações de espaço e tempo. Em virtude da complexidade do tema, foram utilizados aportes teóricos da Antropologia e outras Ciências Humanas. O restaurante localiza-se em um shopping center no bairro Praia de Belas, em Porto Alegre, Rio Grande do Sul. O método etnográfico foi utilizado na identificação das representações que circulam no espaço. As visitas a campo foram realizadas em um período de três meses. Foram identificadas as representações de tempo e espaço elaboradas por funcionários, clientes e administradores da organização, e desvendadas as homogeneidades e heterogeneidades da cultura organizacional presente na empresa, sob a perspectiva das representações encontradas. Os resultados evidenciaram as heterogeneidades e homogeneidades presentes no espaço, sendo possível, através de tais dados, relacionar o Bistrô ao conceito de não-lugar. Por fim, colocam-se algumas alternativas para que se pense a gestão do estabelecimento.

Palavras-chave


shopping center; representações sociais; espaço; tempo; cultura organizacional.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21714/pretexto.v11i3.648

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Pretexto
ISSN 1984-6983 (Online)
ISSN 1517-672x (Impressa)
Classificação Qualis CAPES - B2 - Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo