A GESTÃO DE SERVIÇOS DOS TELECENTROS DE SANTA CATARINA A PARTIR DA PERCEPÇÃO DE NEGÓCIO DE SEUS GESTORES.

Tiago Savi Mondo, Fábio dos Santos, Jane Iara Pereira da Costa, Julio da Silva Dias

Resumo


Os Telecentros foram implantados no Brasil para suprir a necessidade de disseminação de informações através da tecnologia para as populações menos favorecidas, promovendo assim, a inclusão digital. O objetivo deste estudo foi o de analisar a gestão dos serviços dos Telecentros de Santa Catarina a partir da percepção de negócio de seus gestores. A pesquisa se caracteriza como de natureza exploratória, o instrumento de coleta de dados utilizado foi um questionário estruturado, aplicado antes e após o curso anual de capacitação dos gestores, ocorrido em Chapecó e Florianópolis. A amostra foi censitária, composta por 150 gestores. Os principais resultados indicam o desconhecimento por parte dos gestores da estrutura, funções e equipamentos do Telecentro, mostrando que a gestão dos serviços prestados à comunidade é afetada pela falta de treinamento dos gestores e dos outros envolvidos no processo. Conclui-se com o estudo que os treinamentos devem ocorrer com maior freqüência, envolvendo não somente os gestores, mas também os instrutores e monitores.

Palavras-chave


Telecentros, Gestão de Serviços, Santa Catarina.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21714/pretexto.v11i2.644

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Pretexto
ISSN 1984-6983 (Online)
ISSN 1517-672x (Impressa)
Classificação Qualis CAPES - B2 - Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo