A METÁFORA DAS ORGANIZAÇÕES VISTAS COMO CULTURAS A PARTIR DA PERSPECTIVA DE MORGAN E SUA BASE TEÓRICA

Eduardo Robini da Silva, Juliana Furlan, Thiago Finimundi, Adrieli Alves Pereira Radaeli, Eric Charles Henri Dorion

Resumo


A cultura no ambiente organizacional influencia diretamente o comportamento dos colaboradores. A metáfora, por conseguinte, auxilia na reflexão de muitos aspectos deste ambiente, dentre elas a estratégia, a estrutura e o tipo de liderança desta organização. Dado este contexto, o objetivo da pesquisa foi analisar a produção de artigos internacionais acerca da evolução dos estudos sobre as organizações vistas como culturas do autor Gareth Morgan e sua base teórica, encontrada na obra “Imagens da Organização”. A pesquisa utilizou como método uma revisão sistemática da literatura, com abordagem qualitativa e objetivo exploratório e descritivo, utilizando a base de dados Scopus, selecionando-se todos os anos até 2016. Como resultado da pesquisa, foram encontrados 55 artigos, antes da aplicação dos critérios de exclusão. A principal contribuição dos trabalhos selecionados foi que os estilos de liderança são fundamentais para a perpetuação da cultura organizacional e esta, por sua vez, serve de suporte para a criação de conhecimento, criatividade e inovação. Como contribuição teórica, este estudo propõe uma atualização da metáfora das organizações vistas como culturas, dentro de um contexto atual, analisando a evolução dos estudos que se referenciaram a Gareth Morgan e sua base teórica.


Palavras-chave


Cultura Organizacional. Gareth Morgan. Revisão Sistemática

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21714/pretexto.v20i2.5075

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Pretexto
ISSN 1984-6983 (Online)
ISSN 1517-672x (Impressa)
Classificação Qualis CAPES - B2 - Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo