A ÚLTIMA DISCIPLINA DA ADMINISTRAÇÃO: UM ESTUDO DIDÁTICO E INTEGRADO DE UM MODELO DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

Carlos Alberto Gonçalves, Daniela Ferro Oliveira

Resumo


No ensino de Administração, nos últimos períodos, geralmente existe em seus currículos de cursos a disciplina de Planejamento Estratégico e/ou de Política e Administração Estratégica. No sentido amplo, é uma disciplina desafiadora e de grande responsabilidade por exigir análises sobre o enorme conjunto de conhecimentos sobre os ambientes e atores constitutivos da empresa analisada. No âmbito das empresas há a prática, por algumas corporações, de se adotar as atividades de "fazer o Planejamento Estratégico" como forma de reflexão, direcionamento e melhoria de racionalidade na pragmática da Gestão Estratégica. Esse trabalho aborda, como ênfase, uma proposta de elaborar um formato ou esboço de orientação à elaboração de Planejamento Estratégico – PE. Para isso, busca consorciar um modelo (frame) como base, proposto por Hitt, Ireland e Hoskisson (2002), e realizar uma bricolagem de ferramentas de suporte descritas por vários autores e espalhadas pela literatura. Discute-se, ainda, a riqueza de representação dos frames como forma disciplinadora da abstração humana (MILLER, 1956). Busca-se com isso não somente auxiliar no ensino da disciplina de PE, mas também oferecer aos executivos e consultores, na coordenação empresarial, elementos para a melhoria das atividades do "fazer o Planejamento Estratégico".

Palavras-chave


Planejamento Estratégico, processos, administração estratégica

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21714/pretexto.v6i1.409

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Pretexto
ISSN 1984-6983 (Online)
ISSN 1517-672x (Impressa)
Classificação Qualis CAPES - B2 - Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo