ADMINISTRAÇÃO DA GREEN SUPPLY CHAIN NO SEGMENTO BRASILEIRO DE COSMÉTICOS

Fabricio Quadros Borges, Fabrini Quadros Borges, Silvane Vatraz, Mário Miguel Amin Garcia Herreros

Resumo


A pesquisa possui o objetivo de analisar o ambiente do green business  por meio da supply chain das três organizações com maior participação no mercado brasileiro de cosméticos: a Natura Cosméticos S.A., a Unilever Brasil e a Avon Brasil. Questiona-se em quais etapas da cadeia de suprimentos encontram-se as ações consideradas alinhadas aos princípios do green business e contribuintes aos desempenhos destas empresas diante dos desafios competitivos de mercado. A metodologia se utilizou de um levantamento bibliográfico, documental e da aplicação de questionários junto a gestores que atuam na cadeia de suprimentos das organizações de maneira a verificar os meandros das etapas de planejamento, compras, produção e entregas. Baseado nestas etapas da cadeia de suprimentos, o estudo constatou que as ações inseridas no green business mais contribuintes ao desempenho das organizações pesquisadas foram àquelas vinculadas às etapas de compras e de produção da supply chain.


Palavras-chave


Sustentabilidade, Green business, Supply chain, Competitividade, Cosméticos

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21714/pretexto.v15i3.2149

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Pretexto
ISSN 1984-6983 (Online)
ISSN 1517-672x (Impressa)
Classificação Qualis CAPES - B2 - Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo