MIGRAÇÃO HAITIANA PARA O BRASIL: ACOLHIMENTO E POLÍTICAS PÚBLICAS

Kaline Zeni, Profa. Dra. Eliane Salete Filippim

Resumo


Este estudo trata de fenômeno recente e instigante qual seja a migração de haitianos para o Brasil, inserindo-se no campo das políticas públicas. O objetivo central foi descrever e analisar a migração haitiana para o Brasil, particularmente para Chapecó (SC), sob o ponto de vista da implementação de políticas públicas para o acolhimento destes migrantes. Inscrito na abordagem da pesquisa qualitativa, com recorrência ao estudo de caso, a coleta de dados se deu pela análise de documentos, pela observação de campo e por entrevistas semi-estruturadas. Nos resultados se observou que apesar da aparente acomodação dos haitianos em Chapecó, não se visualiza atendimento coordenado destes migrantes pelos diferentes níveis de governo, por meio de uma política pública substantiva. Conclui-se que apesar da posição brasileira propalada internacionalmente de acolhida a migrantes por motivos humanitários, a problemática carece da concentração de esforços para a efetiva inserção destes migrantes no contexto brasileiro.

Palavras-chave


Políticas Públicas, Migração, Haiti, Acolhimento humanitário

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21714/pretexto.v15i2.1534

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Pretexto
ISSN 1984-6983 (Online)
ISSN 1517-672x (Impressa)
Classificação Qualis CAPES - B2 - Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo