ANÁLISE DE SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL EM UMA BIBLIOTECA UNIVERSITÁRIA

Eduardo Silveira, Elisete Dahmer Pfitscher, Vivian Osmari Uhlmann

Resumo


A degradação ambiental do solo e dos mananciais, o desmatamento, a poluição atmosférica, o buraco na camada de ozônio afetam diretamente o bem-estar e a qualidade de vida dos seres humanos. A contabilidade ambiental se faz presente a fim de auxiliar na tomada de decisão para possíveis reparos causados ou apresentar melhorias. Este estudo tem como finalidade analisar a sustentabilidade ambiental de uma biblioteca, com o aporte da contabilidade ambiental. A metodologia que se utilizou foi exploratória e descritiva, e se desencadeou em três etapas, quais sejam: aplicação parcial do Sistema Contábil Gerencial Ambiental – SICOGEA em uma biblioteca universitária; análise da sustentabilidade e desempenho ambiental; e, proposição de um plano resumido de gestão ambiental, através da ferramenta 5W2H. Verificou-se, após análise dos critérios e dos subcritérios da lista de verificação, que a sustentabilidade ambiental global da biblioteca foi considerada regular, alcançando um índice de 66,25%. Com o 5W2H, sugerem-se alternativas para melhorar essa sustentabilidade, como a priorização do desenvolvimento de projetos ambientais e a contratação de um especialista da área ambiental.

Palavras-chave


Sustentabilidade ambiental, Contabilidade Ambiental, SICOGEA, Biblioteca universitária, 5W2H

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21714/pretexto.v13i4.1386

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Pretexto
ISSN 1984-6983 (Online)
ISSN 1517-672x (Impressa)
Classificação Qualis CAPES - B2 - Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo