A importância da neurociência no processo de ensino- aprendizagem da modalidade ciclismo indoor

Ailton Raimundo Moreira, Celina Pires do Rio Oliveira

Resumo


O objetivo principal deste trabalho é fazer uma releitura da modalidade ciclismo indoor a partir do olhar da neurociência. A proposta é fazer com que o professor de Educação Física tenha um olhar mais profundo sobre cada aluno, tendo como foco principal o cérebro. Segundo Relvas (2015), temos um cérebro que aprende e é através dele que o ser humano se desenvolve. A autora ainda conceitua cinco cérebros, o individual, o social, o motor, o afetivo e o criativo, os quais possibilitam que o ser humano se torne único, relacionando, movendo objetos e a si mesmo, amando e criando. Assim, formam-se cinco pilares para que o professor direcione o olhar para o aluno sob a perspectiva de um ser complexo, o qual a neurociência vem desvendando a cada dia. Relacionar a neurociência com a atividade ciclismo indoor capacitará o professor de educação física a dar o estímulo certo para obter uma resposta objetivada, ou, pelo menos, próxima dela. Da mesma forma, fornecerá um aparato para que o profissional observe cada aluno individualmente e detecte possíveis dificuldades de aprendizagem, direcionando-o para o psicopedagogo competente, a fim de realizar o tratamento especializado que possibilite uma continuidade na modalidade e, consequentemente, obtenha todos os benefícios que o ciclismo indoor pode fornecer.


Palavras-chave


Ciclismo Indoor; Aprendizagem; Neurociências.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Paidéia

Revisão: Profª Silvia Fiuza
Projeto Gráfico e Capa: D'Lourenço Studio Gráfico
Diagramação: Tecnologia da Informação - Universidade FUMEC
Normalização: Biblioteca Universitária - Universidade FUMEC

ISSN 1676-9627 (Impressa)
ISSN 2316-9605 (On-line)
Universidade FUMEC
Faculdade de Ciências Humanas, Sociais e da Saúde.