A (DE)COLONIALIDADE DO SABER: UMA ANÁLISE A PARTIR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA (UNILA)

Tchella Fernandes Maso, Leila Yatim

Resumo


Dadas as inquietações como docentes e discentes na Universidade Federal da
Integração Latino-Americana (Unila), objetivamos com este artigo apresentar o
debate sobre a Universidade em sua condição moderna e colonial. Tendo em vista
a excepcionalidade desse projeto de Instituição de Ensino Superior (IES) no Brasil,
de caráter temático e internacional, é fundamental refletir sobre sua constituição,
seus desafios e possibilidades. Para tal, realizamos uma revisão documental e
bibliográfica sobre o projeto da Universidade. Além disso, baseamo-nos nas
experiências vivenciadas na instituição e na leitura oferecida pelas perspectivas
críticas à colonialidade, com uma orientação latino-americanista de superação
do eurocentrismo. Defendemos a intensificação de um projeto decolonial na
Universidade e os horizontes para a construção desse caminho. Adotamos uma
perspectiva condizente com a formulação teórico-metodológica que se pretende
pós-positivista, antinaturalista, reflexivista e interpretativista.


Palavras-chave


Modernidade. Colonialidade. Universidade. América Latina. Interculturalidade.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Paidéia

Revisão: Profª Silvia Fiuza
Projeto Gráfico e Capa: D'Lourenço Studio Gráfico
Diagramação: Tecnologia da Informação - Universidade FUMEC
Normalização: Biblioteca Universitária - Universidade FUMEC

ISSN 1676-9627 (Impressa)
ISSN 2316-9605 (On-line)
Universidade FUMEC
Faculdade de Ciências Humanas, Sociais e da Saúde.