Oficinas de arte com crianças e adolescentes: modos de subjetivação e cuidado de si

Wanderley Moreira dos Santos

Resumo


Neste artigo, propõe-se pensar novos modos de subjetivação e o cuidado de si para crianças e adolescentes em oficina de arte como forma de resgatar as potências de criação suprimidas no processo de socialização. As crianças e os adolescentes que rompem tal processo são vistas e tratadas como problemáticas pela escola, pela família e pela comunidade, tirando delas qualquer possibilidade de serem percebidas de forma mais afirmativas. Esse contexto afeta o modo como elas se percebem. O tipo de oficina de arte de que aqui se trata constitui um espaço-território de produção de arte, de socialização, de modos de subjetivação e de cuidado de si.

Palavras-chave


Crianças. Adolescentes. Modos de subjetivação. Oficina de arte.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Paidéia

Revisão: Profª Silvia Fiuza
Projeto Gráfico e Capa: D'Lourenço Studio Gráfico
Diagramação: Tecnologia da Informação - Universidade FUMEC
Normalização: Biblioteca Universitária - Universidade FUMEC

ISSN 1676-9627 (Impressa)
ISSN 2316-9605 (On-line)
Universidade FUMEC
Faculdade de Ciências Humanas, Sociais e da Saúde.