O que a criança desenha quando desenha casa?

Adriana Torres Máximo Monteiro

Resumo


Neste artigo, propõe-se uma revisão das abordagens atribuídas ao desenho infantil produzido na escola. As práticas escolares observadas ao longo dos anos reduzem a significação do desenho das crianças, tornando-as invisíveis na maneira de ser e estar no mundo. Nesse sentido, é necessário buscar outros parâmetros teóricos que revelem novas possibilidades de perceber a criança, por meio do desenho produzido na escola. Reflexões recentes, vindas da Arte-Educação, da Psicologia Sócio-Histórica, da Sociologia da Infância e Educação ressignificam o grafismo infantil, tomando-o um registro elaborado por sujeitos socioculturais, históricos e autores. E, como uma elaboração singular, esse grafismo necessita ser investigado quanto aos contextos de produção, corporeidade, autoria e interatividade.

Palavras-chave


Desenho infantil. Infância. Educação infantil.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Paidéia

Revisão: Profª Silvia Fiuza
Projeto Gráfico e Capa: D'Lourenço Studio Gráfico
Diagramação: Tecnologia da Informação - Universidade FUMEC
Normalização: Biblioteca Universitária - Universidade FUMEC

ISSN 1676-9627 (Impressa)
ISSN 2316-9605 (On-line)
Universidade FUMEC
Faculdade de Ciências Humanas, Sociais e da Saúde.