LA VULNERABILITE ESSENTIELLE DE L’HUMAIN

Martine Leibovici

Resumo


O livro de Jay Bernstein é excepcional por sua generosidade, seu compromisso, a paciência de seu argumento e, vamos ousar esse termo, seu humanismo, um humanismo que também apóia importantes avanços no feminismo. J. Bernstein nos oferece nada menos que uma revolução copernicana em questões de filosofia moral, um projeto "imodesto", imodesto, como ele descreve na apresentação que nos fez de seu livro, uma palavra pouco usada em francês, que sugere modéstia enquanto nega. Podemos então apresentar a abordagem de J. Bernstein como um esforço para ir atrás da secularização, ou seja, pensar na moralidade apenas no contexto das relações entre os seres humanos. Segundo ele, uma ação não é ruim porque transgride uma proibição, mas porque machuca alguém.

Palavras-chave


Vulnérabilité ; essence ; humain ; Jay Bernstein.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.46560/meritum.v14i2.7748

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Meritum, Revista de Direito da Universidade FUMEC
ISSN 1980-2072 (Impressa)
ISSN 2238-6939 (Online)
Universidade FUMEC
Faculdade de Ciências Humanas, Sociais e da Saúde (FCH).