HANNAH ARENDT ET LES DROITS DE L’HOMME

Aurore Mréjen

Resumo


Hannah Arendt aborda a questão dos direitos humanos, dois séculos após sua Declaração, como parte de uma análise dos sistemas totalitários do século XX. Nascida em 1906 em Hannover, em uma família judia, Arendt fugiu da Alemanha nazista em 1933 para a França, onde foi trancada no Velódromo de Inverno em 1940, antes de ser internada no campo de Gurs nos Pirineus Orientais. Ela conseguiu escapar cinco semanas depois e foi para os Estados Unidos em 1941. Nos anos pós-guerra, Arendt dedicou grande parte de seu pensamento a tentar entender o regime totalitário em sua singularidade. Então ela tenta, em As origens do totalitarismo (1951), responder a três perguntas: O que aconteceu? Por que isso aconteceu? Como isso foi possível?

Palavras-chave


Hannah Arendt; direitos; homem.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.46560/meritum.v14i2.7731

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Meritum, Revista de Direito da Universidade FUMEC
ISSN 1980-2072 (Impressa)
ISSN 2238-6939 (Online)
Universidade FUMEC
Faculdade de Ciências Humanas, Sociais e da Saúde (FCH).