A FAZENDA PÚBLICA EM JUÍZO E O PRINCÍPIO DA ISONOMIA

Marcus Vinícius Pereira de Castro

Resumo


O Poder Público, quando em juízo, possui prerrogativas que criam um ramo específico do direito processual chamado de direito processual público. Com este trabalho visamos investigar as conseqüências de tais regras específicas na efetividade da jurisdição contra a Fazenda, visto que um dos grandes objetivos da moderna doutrina processual é o de dar efetividade às decisões judiciais. É exposto no estudo que as regras específicas para o trato da Fazenda Pública em juízo tornam inefetiva e demorada a jurisdição, bem como o controle judicial do Poder Público, atingindo, assim, diversos princípios fundamentais de direito constitucional e administrativo.

Palavras-chave


Prerrogativas – Fazenda Pública – Isonomia processual – Efetividade – Jurisdição

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.46560/meritum.v2i1.761

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Meritum, Revista de Direito da Universidade FUMEC
ISSN 1980-2072 (Impressa)
ISSN 2238-6939 (Online)
Universidade FUMEC
Faculdade de Ciências Humanas, Sociais e da Saúde (FCH).