TRABALHO INFANTIL E DIÁLOGO INTERCULTURAL: CAMINHOS POSSÍVEIS?

Ismael Francisco de Souza, Maria Carolina Dos Santos Costa

Resumo


O presente artigo tem como objetivo realizar um estudo acerca da necessidade de um diálogo intercultural a respeito do trabalho infantil, uma vez que num mundo em que tantos povos habitam e se relacionam, é necessário que se todos sejam percebidos e contemplados com a proteção e o amparo da lei, tanto em sua teoria quanto em sua aplicação prática. O método de abordagem utilizado foi o dedutivo e, como método procedimental utilizou-se o monográfico. Para o desenvolvimento, foram realizadas pesquisas bibliográficas. O diálogo intercultural encontra-se os elementos que as mais diversas culturas produzam as bases para a elaboração das normas e influências para as condutas humanas, de modo que uma não anule a outra e que de cada uma sejam extraídos os melhores resultados na proteção aos direitos de crianças e adolescentes.

 


Palavras-chave


Direito da Criança e do Adolescente; Trabalho Infantil; Interculturalidade

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Meritum, revista de Direito da Universidade FUMEC
ISSN 1980-2072 (Impressa)
ISSN 2238-6939 (Online)
Universidade FUMEC
Faculdade de Ciências Humanas, Sociais e da Saúde.