AIRBNB COMO MANIFESTAÇÃO DA AUTONOMIA PRIVADA NO ÂMBITO DA ECONOMIA COLABORATIVA E A NECESSIDADE DE RECONFIGURAÇÃO DO MERCADO

Mario de Quesado Miranda Bezerra

Resumo


O presente artigo tem por escopo analisar a expansão da autonomia privada por meio do uso de plataformas online que permitam o desenvolvimento de prestações de serviços de pessoa a pessoa (P2P), em especial o Airbnb, no intuito de facilitar a criação de relações negociais mediante o uso da economia colaborativa, de forma tal que concretize situações que satisfaçam necessidades humanas do século XXI, gere circunstâncias de consumo colaborativo e efetivação do princípio da livre iniciativa. Para tanto, utilizou-se de pesquisa bibliográfica como forma de descrever e explorar as características inerentes a esta nova modalidade de amplificação do poder de autorregulamentação das partes envolvidas na transação.


Palavras-chave


Autonomia privada; Plataformas de negociação peer-to-peer; Economia colaborativa; Consumo colaborativo; Airbnb

Texto completo:

PDF

Apontamentos



Meritum, revista de Direito da Universidade FUMEC
ISSN 1980-2072 (Impressa)
ISSN 2238-6939 (Online)
Universidade FUMEC
Faculdade de Ciências Humanas, Sociais e da Saúde.