A administrabilidade jurídica da vida: desdobramentos biopolíticos da modernidade

Sandro Luiz Bazzanella, Danielly Borguezan

Resumo


Neste trabalho, aborda-se a vida em sua dimensão biológica, na qual a biopolítica e o biopoder tornam-se os fatos políticos por excelência na modernidade. Suas práticas objetivam gerenciar a vida humana como forma de controle. Uma dessas manifestações apresenta-se na estrutura jurídica normatizadora. Classificar a vida em fases e determinar para cada uma delas padrões de comportamento torna-se determinante para a efetividade da gestão administrativa, política e jurídica da vida na modernidade. Por meio de uma revisão bibliográfica, com aportes filosóficos e legais, será possível concluir como a vida nas últimas décadas tem sido legislada, controlada, apreendida e categorizada, sobretudo em nosso sistema legal brasileiro.

Palavras-chave


Biopolítica. Biopoder. Estruturas jurídicas normatizadoras.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Meritum, revista de Direito da Universidade FUMEC
ISSN 1980-2072 (Impressa)
ISSN 2238-6939 (Online)
Universidade FUMEC
Faculdade de Ciências Humanas, Sociais e da Saúde.