Sujeito Universal de Direitos Universais como núcleo da totalidade da realidade do Direito no pensamento atual de Joaquim Carlos Salgado: homenagem aos 70 anos do jusfilósofo mineiro

Saulo de Oliveira Pinto Coelho

Resumo


Neste artigo, reflete-se sobre o estágio atual do pensamento do jusfilósofo Joaquim Carlos Salgado, visando estabelecer os traços centrais de sua abordagem reflexiva da realidade jurídica e evidenciar o conceito de Sujeito Universal de Direitos Universais como “ideia-forte”, conceito-chave de suas reflexões atuais sobre o Direito. Aplica-se como metodologia a análise sistemática dos textos do autor, com enfoque na produção recente e segundo uma abordagem reflexiva, buscando situar seu pensamento no contexto filosófico e jurídico do qual parte para, com isso, revelar a força de suas exposições sobre a Ideia de Justiça na contemporaneidade. Conclui-se pela necessidade de retomar o conceito de sujeito de direito como chave de compreensão da totalidade do fenômeno jurídico no devir da experiência da cultura ética ocidental, apresentado com maestria pelo pensador mineiro.

Palavras-chave


Filosofia do Direito. Ideia de Justiça. Sujeito de Direito. Direitos Fundamentais. Joaquim Carlos Salgado.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.46560/meritum.v8i2.2176

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Meritum, Revista de Direito da Universidade FUMEC
ISSN 1980-2072 (Impressa)
ISSN 2238-6939 (Online)
Universidade FUMEC
Faculdade de Ciências Humanas, Sociais e da Saúde (FCH).