Indústria cultural e meio rural

VALDIR CASTRO OLIVEIRA

Resumo


Resumo – Este estudo discute de que maneira a indústria cultural interpela, nomeia e ressignifica as práticas sociais, políticas e culturais do meio rural através de contínuos deslocamentos semânticos dos quais emerge um rural idealizado e sem contradições. A nossa hipótese é a de que estas práticas discursivas são hegemonicamente determinadas e pautadas pelos interesses diretos ou conectados ao agronegócio e pelas suas potencialidades de consumo de bens materiais e simbólicos. Em conseqüência, definem também o conteúdo e as estéticas expressivas dos dispositivos comunicacionais voltados para o meio rural.

Palavras-chaves – 1. Indústria cultural, 2. Comunicação Rural, 3. Indústria cultural e práticas discursivas para o meio rural.


[1] Professor do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Informação para a Saúde. Fiocruz/ICICT. Rio de Janeiro. Endereço eletrônico: valdirco@yahoo.com.br


Palavras-chave


1. Indústria cultural, 2. Comunicação Rural, 3. Indústria cultural e práticas discursivas para o meio rural

Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, Inesita S. A reconversão do olhar. Prática discursiva e produção de sentidos na intervenção social. São Leopoldo, Ed. da Unisinos, 2000.

BRAGA, Geraldo Magela & KUNSCH, Margarida M. Krohling, (org.). Comunicação rural: discurso e prática. Viçosa, MG; Editora UFV, 1993.

CALLOU, Ângelo Brás Fernandes (org.). Comunicação Rural e o novo espaço agrário. Imprensa Universitária da UFPE/Intercom. Recife/São Paulo, 1999.

CALLOU, Angelo Brás Fernandes. Extensão rural e desenvolvimento local: significados contemporâneos UNIrevista - Vol. 1, n° 3 : (julho 2006).

CANUTO, João Carlos. “A Controvérsia Agrotóxicos x Defensivos em Jornais Brasileiros”. In Estudos de comunicação rural. Miguel Ângelo da Silveira & João Carlos Canuto (orgs.). São Paulo, Intercom/Loyola, 1988.

CERTAEU, Michel de. A Invenção do Cotidiano. Petrópolis, Vozes, 1994.

CHAUI, Marilena. Cultura e democracia: o discurso competente e outras falas. 2. Ed., São Paulo, Ed. Moderna, 1981.

CORREA JÚNIOR, Wilson Fonseca. “Paradigmas da Comunicação Rural”. Disponível em http://www.agricoma.com.br/agricoma/artigos/comunicacao_rural/artigo1.php. Acessado em 27/12/2011.

FETT, John. “Pesquisa em Comunicação para o Desenvolvimento Rural”. In BRAGA, Geraldo Magela & KUNSCH, Margarida M. Krohling, (org.). Comunicação rural: discurso e prática. Viçosa, MG; Editora UFV, 1993.

JACKS, Nilda; MENEZES, Daiane; PIEDRAS, Elisa. Meios e audiências. A emergência dos estudos de recepção no Brasil. Porto Alegre, Editora Sulina, 2008.

OLIVEIRA, Valdir de Castro Oliveira. "Integraçäo e subordinação do rural à indústria Cultural”. In Comunicação na América Latina: desenvolvimento e crise. José Marques de Melo (org.). São Paulo, Papirus, l989.

OLIVEIRA, Valdir de Castro. “Questões Metodológicas da Comunicação Rural”. In Estudos de Comunicação Rural. Miguel Ângelo da Silveira & João Carlos Canuto (orgs.). São Paulo, Intercom/Loyola, 1988.

PAVAN, Ricardo. “Ressignificações na Conexão Popular/Massivo” In O campo das mídias. Estratégias e representações. (Fabrício Silveira e Paulo Reys, orgs.). São Leopoldo, Universidade Vale dos Sinos/Programa de Pós-graduação, 2001. Págs. 127-139.

SILVEIRA, Miguel Ângelo da & CANUTO, João Carlos. Estudos de Comunicação Rural. São Paulo, Intercom/Loyola, 1988.

TRIGUEIRO, Osvaldo Meira. “Mídia, sociedade, cultura”. In O campo das mídias. Estratégias e Representações. (Fabrício Silveira e Paulo Reys, orgs.). São Leopoldo, Universidade Vale dos Sinos/Programa de Pós-graduação, 2001. Págs. 109-126.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Attribution 3.0.

Revista Mediação
ISSN 2179-9571 (on-line)
ISSN 1676-2827 (impressa)
Universidade FUMEC
Faculdade de Ciências Humanas, Sociais e da Saúde.