Diálogo em Preto e Branco: A Experiência Moderna na Fotografia Brasileira

Marcelo Eduardo Leite, Carla Adelina Craveiro Silva

Resumo


No início do século XX, o campo das artes vive uma saudável reconfiguração e, nas artes brasileiras, a Semana de Arte Moderna, em 1922, evidencia a necessidade de absorção de novos valores estéticos, porém estas reformulações deveriam torná-las autenticamente nacionais. A fotografia não fez parte da semana, e, sua ausência é um indicativo de certo distanciamento que ela teve durante sua evolução dentro do campo das artes. Mais tarde, porém, com o advento dos fotoclubes, ela pode se inserir em tal contexto, conectando-se com a ideia de modernidade. Este artigo pretende apresentar os primeiros passos daquilo que podemos chamar de fotografia moderna, e para tanto, apresentaremos dois dos seus principais nomes, Thomaz Farkas e José Oiticica Filho.

Palavras-chave


Fotografia, Modernismo, Arte, Fotoclubismo

Texto completo:

PDF

Referências


AMAR, Pierre-Jean. História da Fotografia. Lisboa: Edições 70, 2001.

DUBOIS, Philippe. O Ato Fotográfico. Campinas: Papirus, 1994..

BURKE, Peter. “Abertura: A Nova História, seu passado e seu futuro”, In: Peter BURKE (org.). A Escrita da História. São Paulo: Unesp, 1992, p. 27.

COSTA, Helouise; SILVA, Renato Rodrigues da. A fotografia moderna no Brasil. São Paulo: Cosac Naify, 2004.

FARKAS, João Paulo. Thomaz Farkas uma antologia pessoal. São Paulo, IMS, 2011.

FARKAS, Thomaz. Thomaz Farkas, fotógrafo. São Paulo, DBA Artes Gráficas e Companhia Melhoramentos de São Paulo, 1997.

FERNANDES JUNIOR, Rubens. “Farkas colorido. Viva!” In: FARKAS, Thomaz. Thomaz Farkas, Notas de Viagem. São Paulo: Cosac Naify, 2006, p. 8 – 21.

FERNANDES JUNIOR, Rubens. A fotografia e a semana de 22 – Parte I. Disponível em: http://iconica.com.br/blog/?p=3238. Publicado em 26 de Fev. 2012. Acesso em 04 de Ago. 2012.

FERNANDES JUNIOR, Rubens. “E a fotografia de José Oiticica Filho (1908 – 1964)” in Iconica, São Paulo, Out. 2009. http://iconica.com.br/blog/?p=81. Publicado em 19 de Out. 2009 (Acesso em 04 de Ago. 2012).

FERNANDES JUNIOR, Rubens. “Fotografia e modernidade: referências e experiências isoladas.” In: Facom nº 10. São Paulo: Faculdade de Comunicação da FAAP, 2002. Disponível em: www.faap.br/revista_faap (Acesso em 04 de Ago.2012)

FLUSSER, Vilém. Filosofia da caixa preta: Ensaios para uma futura filosofia da fotografia. São Paulo: Ed. Hucitec, 1985.

HERKENHOFF, Paulo. “A trajetória da fotografia acadêmica ao projeto construtivo”. In: OITICICA FILHO, José. Ruptura da fotografia nos anos 50. Rio de Janeiro, Funarte, 1983.

KOSSOY, Boris. Fotografia e História. São Paulo: Ateliê Editorial, 2003.

KOSSOY, Boris. Fotografia e História. São Paulo: Ática, 1989.

KOSSOY, Boris. Realidades e ficções na trama fotográfica. São Paulo: Ateliê Editorial, 1999.

LENZINI, Vanessa Sobrino. As noções de “moderno” na fotografia do Foto-Cine Clube Bandeirante. In: Anais do II Encontro de História da Arte – IFCH, Unicamp, Campinas, 2006.

LIMA, Ivan. A fotografia é a sua linguagem. Rio de Janeiro: Espaço e Tempo, 1988.

OITICICA FILHO, José. Ruptura da fotografia nos anos 50. Rio de Janeiro, Funarte, 1983.

ROUILLÉ, André. A fotografia: entre documento e arte contemporânea. São Paulo: SENAC, 2009.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Attribution 3.0.

Revista Mediação
ISSN 2179-9571 (on-line)
ISSN 1676-2827 (impressa)
Universidade FUMEC
Faculdade de Ciências Humanas, Sociais e da Saúde.