TERMOS AMBIENTAIS E SOCIAIS NOS RELATÓRIOS DA ADMINISTRAÇÃO

Marines Lucia Boff, Ilse Maria Beuren

Resumo


O estudo objetiva verificar a tendência dos termos ambientais e sociais evidenciados nos relatórios da administração de 1997 a 2006 de empresas familiares brasileiras. Realizou-se pesquisa exploratória, com abordagem qualitativa, por meio de pesquisa documental e da técnica de análise de conteúdo nos RA de 1997 a 2006. No universo das 500 maiores empresas listadas na Revista Exame, edição 2006, identificaram-se 21 empresas familiares de capital aberto e de controle acionário brasileiro, mas dessas somente 16 publicaram seu RA nos dez anos considerados. Os resultados mostram que a oscilação na quantidade de páginas dos RA ao longo dos anos apresenta relação com algum evento ocorrido nas empresas. A evidenciação dos termos ambientais está mais relacionada às medidas tomadas para cuidar e preservar o meio ambiente do que aos passivos ambientais. A evidenciação dos termos sociais foi direcionada de maneira equilibrada ao público interno e externo. Conclui-se que há uma tendência nos termos ambientais e sociais evidenciados nos RA de 1997 a 2006 das empresas pesquisadas, ainda que tenham sido incorporados vários termos novos ao longo do período.

Palavras-chave


Evidenciação. Termos ambientais. Termos sociais. Relatórios da administração. Empresas familiares.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21714/pretexto.v13i2.1164

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Pretexto
ISSN 1984-6983 (Online)
ISSN 1517-672x (Impressa)
Classificação Qualis CAPES - B2 - Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo