PERSONALIDADE E CONSUMO ECOLOGICAMENTE CONSCIENTE

Plínio Rafael Reis Monteiro, Ricardo Teixeira Veiga, Marlusa Gosling, Márcio Augusto Gonçalves

Resumo


Adotando-se como moldura teórica o Modelo Meta-teórico de Motivação e Personalidade (MOWEN, 2000), investigou-se a relação entre personalidade e consumo ecologicamente consciente. Por meio de um levantamento com uma amostra de 735 pessoas, obteve-se razoável sustentação empírica para um modelo em que os traços de personalidade explicam percentual considerável da variância do consumo ecologicamente consciente (R2 = 33%), interpretado como traço superficial da personalidade do consumidor. No modelo estimado, construtos relacionados ao cuidado com problemas ambientais são interpretados como traços situacionais, que remetem a traços mais profundos de personalidade. O significado dos resultados é avaliado conforme seu potencial em sustentar intervenções educacionais para promover o comportamento ecologicamente consciente.

Palavras-chave


Modelo 3M, Traços de personalidade, Consumo ecologicamente consciente

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21714/1984-6975FACES2008V7N2ART115

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista de Administração FACES Journal
ISSN 1984-6975 (online)
Classificação Qualis-CAPES - B2