ORIGENS E EVOLUÇÃO DA RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA: UMA PERSPECTIVA HISTÓRICA DE QUATRO SIDERÚRGICAS BRASILEIRAS

Daniel Jardim Pardini, Albélio Nunes da Fonseca Dias, Vládia Ildefonso Becattini, Zélia Miranda Kilimnik, Rodrigo Baroni de Carvalho, Mário Teixeira Reis Neto

Resumo


Este artigo propõe uma perspectiva metodológica histórica para desvendar as origens e evolução da responsabilidade social corporativa em siderúrgicas brasileiras. O estudo revela três diferentes fases no exercício das ações sociais do setor siderúrgico, caracterizadas pelas alternâncias nos significados e interesses estratégicos das corporações no tempo: um período paternalista demarcado pelo esforço de fixação da mão-de-obra no entorno industrial, uma fase assistencialista focada na ação filantrópica da direção corporativa e uma terceira etapa, denominada profissional, que comporta a oficialização da estrutura de gestão de projetos sociais. A pesquisa confirma a importância do método paradigmático histórico no entendimento da influência da atividade industrial na formação das comunidades, um dos pilares do pensamento de Guerreiro Ramos (1981) para entender a consolidação das sociedades civis.

Palavras-chave


responsabilidade social; siderurgia; estratégia

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21714/1984-6975FACES2007V6N3ART101

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista de Administração FACES Journal
ISSN 1984-6975 (online)
Classificação Qualis-CAPES - B2