O CARÁTER COMPLEXO DO PROCESSO CRIATIVO EM PROJETOS INOVADORES

Maria de Fátima Bruno-Faria

Resumo


O objetivo do presente estudo é analisar o processo criativo em projetos inovadores ocorridos em três organizações brasileiras de natureza distinta. Pretendeu-se evidenciar a maneira complexa e dinâmica como os aspectos individuais; do grupo; da organização e extra-organizacionais se inter-relacionam no processo criativo, a partir de uma visão sistêmica que inclui categorias da teoria da subjetividade proposta por González Rey (1996, 1997, 1998, 1999, 2003), elementos da teoria da complexidade (MORIN, 1990, 1999, 2001) e a noção de criatividade como configuração defendida por Mitjáns Martinez (1997, 2000, 2004). Diferentes técnicas qualitativas e quantitativas foram utilizadas em uma concepção epistemológica qualitativa. Constatou-se que a ação dos diferentes aspectos (individuais; grupais, organizacionais e extra-organizacionais) ocorre a partir de uma inter-relação complexa, singular a cada caso. Tais conclusões trazem implicações na definição de estratégias organizacionais destinadas a facilitar a expressão de idéias criativas que possibilitam inovações.

Palavras-chave


processo criativo; criatividade; inovação; complexidade; epistemologia qualitativa

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21714/1984-6975FACES2007V6N2ART97

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Revista de Administração FACES Journal

Revista de Administração FACES Journal
ISSN 1984-6975 (online)
Classificação Qualis-CAPES - B2