ABORDAGENS PARADIGMÁTICAS ALTERNATIVAS: POSSIBILIDADES PARA ESTUDOS EM ADI

Christine da Silva Schröeder, Luis Roque Klering

Resumo


Nossa proposta é incentivar a apropriação de abordagens paradigmáticas alternativas para a pesquisa na área de Administração da Informação (ADI), a partir de perspectivas que se contrapõem à ontologia positivista-funcionalista – ou, de outro lado, podem complementá-la, oportunizando a realização de estudos reflexivos, não necessariamente performativos, e “desnaturalizados”. Adotamos os conceitos de reflexividade, não-performatividade e desnaturalização a partir de seu uso por Fournier e Grey (2007), ao referirem-se aos estudos críticos em Administração (ou Critical Management Studies - CMS). Atestamos que os três conceitos nos são valiosos porque nos auxiliam a definir condições pelas quais entendemos que se manifesta pensamento crítico – e, por assim dizer, inspiram a pesquisa multi e interparadigmática. Através das possibilidades deste tipo de pesquisa, podemos lançar olhares potencialmente ampliados sobre a teoria e a prática em Administração da Informação, que trazem implicações não apenas epistemológicas, mas, sobretudo, metodológicas para os estudos da área.


Palavras-chave


paradigmas; reflexividade; epistemologia; metodologia; administração da informação.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21714/1984-6975FACES2012V11N3ART816

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista de Administração FACES Journal
ISSN 1984-6975 (online)
Classificação Qualis-CAPES - B2