ADOÇÃO DE SOCIAL COMMERCE: CAMINHOS VÁLIDOS PARA O ALCANCE DA INTENÇÃO DE COMPRA EM MÍDIAS SOCIAIS NO CONTEXTO BRASILEIRO

Larissa Soares de Queiroz Rios, Maria Conceição Melo Silva Luft

Resumo


Este estudo buscou validar uma proposta teórica para a adoção de social commerce que resulte na intenção de compra em mídias sociais por parte dos usuários brasileiros. O referencial teórico explanou histórico, conceitos e características do social commerce e fatores influenciadores ou resultantes do comportamento do usuário para a adoção de social commerce, evidenciando o modelo de pesquisa proposto. Participaram da pesquisa 232 usuários do Facebook que buscam informações sobre produtos em mídias sociais e são consumidores online. Os dados obtidos foram submetidos a análise fatorial confirmatória e os resultados indicaram que a estrutura do modelo teórico é compreensível e válida para os consumidores brasileiros, de modo que os critérios de confiabilidade e validade convergente e discriminante foram atingidos sem a eliminação de itens ou modificação das variáveis. Consequentemente, evidencia-se a força das variáveis estudadas e do potencial do modelo para a mensuração de tal intenção de compra.


Palavras-chave


Social Commerce; Mídias Sociais; Adoção de Tecnologia; Intenção de Compra; Análise Fatorial Confirmatória.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21714/1984-6975FACES2019V18N4ART6973

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Revista de Administração FACES Journal

Revista de Administração FACES Journal
ISSN 1984-6975 (online)
Classificação Qualis-CAPES - B2