ANÁLISE DO Q DE TOBIN COMO DETERMINANTE DO INVESTIMENTO DAS EMPRESAS BRASILEIRAS

Lucas Maia Santos, Daniel Fonseca Costa, José Guilherme Chaves Alberto, Márcio Augusto Gonçalves, Evandro Rodrigues de Faria

Resumo


O trabalho teve como objetivo analisar se o q de Tobin é uma variável explicativa dos investimentos de capital das empresas brasileiras, tendo como hipótese que as empresas com q>1 investiriam e com q<1 renunciariam a oportunidades de investimento. Foram analisados dados anuais de 190 empresas listadas na Bovespa, no período de 1994 a 2010. O modelo estatístico utilizado foi o método dos mínimos quadrados ordinários, com análise em painel. Pôde-se concluir que os modelos testados não confi rmaram que o proposto por Tobin possa ser considerado um elemento relevante na decisão de investimentos. Apesar do grande período de tempo utilizado na amostra, verifi cou-se que não foram ocorrências macroeconômicas que infl uenciaram a não rejeição das hipóteses nulas de validade do coefi ciente q. A inclusão de dummies de tempo não modifi cou os resultados. Como limitação, apresenta-se o fato de que muitas empresas não apresentaram as informações completas, difi cultando a utilização de uma amostra maior.

Palavras-chave


Finanças. Q de Tobin. Investimentos. Análise em painel. Econometria.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21714/1984-6975FACES2011V10N3ART635

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista de Administração FACES Journal
ISSN 1984-6975 (online)
Classificação Qualis-CAPES - B2