SIMPLICIDADE VOLUNTÁRIA E ARMÁRIO-CÁPSULA: VALORES E MOTIVAÇÕES NO CONSUMO DE VESTUÁRIO

Érica Maria Calíope Sobreira, Áurio Lúcio Leocádio da Silva, Pedro Felipe da Costa Coelho

Resumo


O objetivo deste estudo foi analisar aspectos da Simplicidade Voluntária (SV) no processo de adoção do conceito do Armário-Cápsula (AC) pelo público feminino. Em uma abordagem exploratória e qualitativa, foram feitas entrevistas semiestruturadas com 13 adeptas do conceito. Os dados foram analisados segundo a Análise de Conteúdo. Os valores de SV preponderantes para a adoção do AC foram: foco no self e consciência ecológica. O conceito é adaptável, sem um número fixo de peças e intervalo de tempo de 3 meses. Percebeu-se a valorização do consumo de experiências. Tendências de consumo da SV foram incorporadas pelas entrevistadas, além dos seguintes valores: foco na sociedade, consciência ecológica, foco no self, foco nos relacionamentos, simplicidade material. 


Palavras-chave


Resistência ao Consumo; Simplicidade Voluntária; Armário-Cápsula; Consumo de Vestuário; Público feminino

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21714/1984-6975FACES2018V17N2ART5805

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista de Administração FACES Journal
ISSN 1984-6975 (online)
Classificação Qualis-CAPES - B2