AMPLIANDO A MENSURAÇÃO DA INTENÇÃO EMPREENDEDORA

Roosiley dos Santos Souza, Amelia Silveira, Sabrina do Nascimento

Resumo


Resumo: A Teoria do Comportamento Planejado (TCP) é reconhecida como uma teoria de base para a intenção empreendedora (IE). E o Questionário de Intenção Empreendedora (EIQ) tem sido adotado para mensurar a IE em universidades. Buscando ampliar o estudo sobre a mensuração da IE, analisou-se a IE com base na mediação da Atitude Pessoal (AP) em relação à IE, no que tange às relações com as Normas Subjetivas (NS) e com o Controle do Comportamento Percebido (CCP). Utilizaram-se procedimentos estatísticos descritivos e de Structural Equation Modeling (SEM), com mínimos quadrados parciais e modelo de caminhos PLS Path Modeling (PLS-PM). Estudantes de graduação, em duas universidades federais brasileiras, foram os respondentes. Os resultados permitiram comprovar que a AP é uma variável forte, que se fortalece em 17% a mais neste estudo, confirmando hipóteses de que CCP influencia significativamente AP; a AP tem papel mediador na relação entre CCP e IE, e para a relação NS e IE. Essa relação entre CCP e IE e de NS e IE sofre influência de AP.  


Palavras-chave


Administração; Teoria do Comportamento Planejado; Intenção empreendedora.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21714/1984-6975FACES2018V17N2ART5319

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista de Administração FACES Journal
ISSN 1984-6975 (online)
Classificação Qualis-CAPES - B2