RELAÇÃO ENTRE MODERNIDADE ORGANIZACIONAL E COMPROMETIMENTO ORGANIZACIONAL

Vanessa Machado Arraes, Augusto Cézar de Aquino Cabral, Sandra Maria dos Santos, Maria Naiula Monteiro da Silva, Emanuel Dheison dos Santos Penha

Resumo


Este estudo tem por objetivo investigar a relação entre a modernidade organizacional e o comprometimento organizacional em empregados públicos das Sociedades de Economia Mista do Ceará. O trabalho foi baseado na abordagem de padrões de modernidade organizacional, propostos por Eboli (1996) nos moldes validados por Sant’Anna (2002) e na abordagem tridimensional de comprometimento organizacional proposta por Meyer, Allen e Smith (1993). Recorreu-se a análise fatorial exploratória e confirmatória para a validação das escalas e ao modelo de equações estruturais para a confirmação das hipóteses. A população da pesquisa foi composta por 479 empregados, tendo como amostra 339 respondentes. Numa avaliação geral, a modernidade das organizações foi classificada como moderada. O comprometimento afetivo e o normativo foram avaliados como altos, e o instrumental como moderado. Foi possível constatar, ainda, por meio da modelagem de equações estruturais uma relação positiva e significativa entre a modernidade organizacional e o comprometimento afetivo e normativo.

Palavras-chave


Modernidade Organizacional; Comprometimento Organizacional; Empregados públicos; Gestão de Recursos Humanos; Sociedade de Economia Mista

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21714/1984-6975FACES2017V16N1ART3759

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista de Administração FACES Journal
ISSN 1984-6975 (online)
Classificação Qualis-CAPES - B2