VALORES PESSOAIS E DE SENTIDO DE VIDA: UM ESTUDO COM PARTICIPANTES DE PROGRAMA DE MOBILIZAÇÃO SOCIAL

Andrea Marcia Moreira, Silvia Marcia Russi De Domenico

Resumo


Este estudo, de natureza descritivo-exploratória, utilizando métodos quantitativos, teve como objetivo verificar se existem diferenças na importância dos valores pessoais e de sentido de vida dos empregados de uma empresa, em função do tipo de participação que assumem no programa de mobilização social implementado pela organização. Valores pessoais e valores de sentido de vida são definidos como metas desejáveis e trans-situacionais, que variam em importância e servem como princípios gerais na vida de uma pessoa, sendo, os últimos, princípios orientadores, especificamente associados à missão que os indivíduos assumem em suas existências. Empregados de uma instituição financeira privada responderam a instrumento formado por questionários já validados em estudos anteriores, originando uma amostra final não probabilística de 437 casos válidos. A análise de variância mostrou que o grupo de empregados, responsáveis por atividades de maior amplitude no programa, inclusive de visitas aos municípios com projetos aprovados, atribui maior importância a valores pessoais de estimulação e de universalismo e menor a valores relacionados à manutenção do status quo, além de apresentarem diferenças estatisticamente significativas no que diz respeito ao valor de sentido de vida de Evolução Espiritual.

Palavras-chave


Valores pessoais. Valores de sentido de vida. Programa de mobilização social. Bancos. Pesquisa quantitativa.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21714/1984-6975FACES2015V14N1ART2022

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista de Administração FACES Journal
ISSN 1984-6975 (online)
Classificação Qualis-CAPES - B2