FLEXIBILIDADE NO SETOR DE SERVIÇOS: UM MODELO CONCEITUAL

Filippo Visintin, Mario Rapaccini

Resumo


A flexibilidade pode ser considerada como a capacidade de uma organização para enfrentar a incerteza. Como o setor de serviços é caracterizado por um elevado grau de incerteza, a flexibilidade pode ser considerada uma importante arma competitiva nesse segmento. A flexibilidade tem sido extensivamente estudada em ambientes de produção, no entanto, não existem trabalhos abordando este tema na literatura de serviços de campo para o nosso conhecimento. Neste trabalho, nós desenvolvemos um modelo conceitual, onde as dimensões mais importantes da flexibilidade no setor de serviços são definidas e as relações entre eles são descritos. Esse modelo pode ajudar os gestores de serviços a compreenderem como a flexibilidade pode ser alcançada e como ela pode auxiliar na competição no campo de serviços.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21714/1984-6975FACES2009V8N4ART165

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Revista de Administração FACES Journal

Revista de Administração FACES Journal
ISSN 1984-6975 (online)
Classificação Qualis-CAPES - B2