A CONSOLIDAÇÃO DE EMPRESAS BRASILEIRAS EM MERCADOS EXTERNOS

Flavia Luciane Scherer, Clandia Maffini Gomes, Aletéia de Moura Carpes

Resumo


Apesar dos esforços já realizados, são poucos os estudos que tratam da internacionalização de firmas em países em desenvolvimento e da permanência continuada de empresas em mercados externos. Este artigo pretende minimizar a carência de estudos na área, ao privilegiar a investigação da etapa de crescimento e consolidação pós-entrada no mercado externo. Objetiva-se descrever e analisar como ocorreu a consolidação no exterior de empresas brasileiras de construção pesada, que realizaram investimento direto, utilizando uma pesquisa conclusiva descritiva, coleta dos dados sob orientação qualitativa, com estudo de casos múltiplos em quatro construtoras brasileiras de grande porte: Andrade Gutierrez, Mendes Júnior, Norberto Odebrecht e Queiroz Galvão. Foi proposto um modelo teórico com quatro níveis de análise: macrocontexto, ambiente institucional, indústria e firma. Percebeu-se que a consolidação em mercados internacionais ocorreu, principalmente, por conta de fatores relativos à gestão estratégica, à resposta aos processos institucionais e à adequação às condições competitivas do setor.

Palavras-chave


Internacionalização. Consolidação. Pós-entrada. Construção pesada. Gestão estratégica.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21714/1984-6975FACES2012V11N4ART1454

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista de Administração FACES Journal
ISSN 1984-6975 (online)
Classificação Qualis-CAPES - B2