A POSTURA HERMENÊUTICA NOS ESTUDOS ORGANIZACIONAIS BRASILEIROS

Yeda Maria Pereira Pavão, Simone Sehnem, Christiane Kleinübing Godoi

Resumo


O objetivo desta pesquisa consiste em analisar, nos estudos organizacionais brasileiros, a postura hermenêutica dos pesquisadores. O objeto desse estudo foram as publicações, entre 2000 e 2009, reunidas nos periódicos nacionais classifi cados pelo Qualis/CAPES. Foi efetuado um levantamento bibliométrico, análise documental e citacional. O critério para a seleção dos artigos foi baseado na ocorrência da terminologia hermenêutica, no título, resumo, e, ou, palavras-chave. Dos 19 periódicos nacionais consultados, foram selecionados 06 para comporem a amostra. Nos 06 periódicos, foram identifi cados apenas 12 artigos contendo as terminologias buscadas. Na análise citacional, foram mapeadas 357 referências bibliográfi cas (artigos, livros, sites, normalizações) contidas nesses artigos. Evidenciamos que, embora a hermenêutica estivesse presente para explicar os temas específicos trabalhados pelos pesquisadores, a práxis inerente à postura epistemológica encontra-se pouco explorada nos trabalhos desenvolvidos. Dentre os poucos pesquisadores encontrados, que se dispõem a realizar estudos que incluam a hermenêutica, nem todos utilizam os precursores basilares.

Palavras-chave


Estudos organizacionais. Epistemologia. Hermenêutica. Postura epistemológica. Análise citacional

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21714/1984-6975FACES2011V10N4ART1004

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista de Administração FACES Journal
ISSN 1984-6975 (online)
Classificação Qualis-CAPES - B2